Topo

Futebol


Justiça suíça inocenta Michel Platini por acusação de corrupção na Fifa

AFP PHOTO/FABRICE COFFRINI
Imagem: AFP PHOTO/FABRICE COFFRINI

Do UOL, em São Paulo

25/05/2018 18h55

O Ministério Público da Suíça declarou, em documentos obtidos pelo jornal francês "Le Monde" nesta sexta-feira, que o francês Michel Platini é inocente da acusação de ter recebido 1,8 milhão de euros indevidamente por uma assessoria prestada a Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, em fevereiro de 2011.

Por conta da suspeita, o ex-jogador francês e ex-presidente da Uefa havia sido banido do futebol por quatro anos pelo Comitê de Ética de Fifa, suspensão que expirará em 2019. O veredito favorável pode ajudar o dirigente a tentar reverter a suspensão.

Blatter também recebeu suspensão das atividades ligadas ao futebol, válida por seis anos, devido a pagamentos considerados irregulares durante a sua gestão frente à Fifa.

Enquanto o processo ainda estava em andamento, Platini aproveitou raras aparições públicas para criticar tanto a Fifa quanto a Corte Arbitral do Esporte (CAS), que negara o fim da suspensão. "Não posso aceitar perder quando não fiz nada, tendo sido impedido de trabalhar por quatro anos no futebol. Quem é que são esses palhaços para me impedirem de trabalhar?", disse na ocasião.

Mais Futebol