Meia da Costa Rica pede "meio milhão" por mês e coloca Santos como plano B

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • REUTERS/Andres Stapff

    Meia Bryan Ruiz prioriza Europa e pede "alto" para defender o Santos

    Meia Bryan Ruiz prioriza Europa e pede "alto" para defender o Santos

O meia Bryan Ruiz, atleta titular da seleção da Costa Rica e que atualmente defende o Sporting, de Portugal, é uma das opções do Santos para cumprir a promessa da contratação de um meia de criação, posição carente desde a saída de Lucas Lima para o Palmeiras. O UOL Esporte apurou os valores da negociação e, nas contas da diretoria santista, o jogador custaria pouco mais de "meio milhão" por mês, no mínimo, aos cofres do clube.

Somente de salário e luvas, o clube pagaria R$ 480 mil mensais. Somando os impostos, no entanto, os custos com Bryan Ruiz chegariam até a R$ 600 mil mensais.

A diretoria santista está disposta a quebrar a sua politica de contenção de despesas para enfim trazer um camisa 10 pedido por Jair Ventura, conselheiros e torcedores. O valor é considerado alto, mas a cúpula alvinegra que a chegada de reforços de expressão decidirá o futuro da equipe na temporada. O Santos disputa três competições: Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores da América e Copa do Brasil.

O problema é que Bryan  Ruiz não está muito animado em jogador no futebol brasileiro. Por intermédio de seu estafe, ele avisou que pretende permanecer na Europa e, por isso, colocou o Santos em segundo plano. Caso não apareça nenhuma oferta tentadora no velho continente, o costa-riquenho jogará no Brasil. Bryan Ruiz tem contrato com o Sporting somente até dia 30 de junho e avisou que não permanecerá no clube português.

O meia da Costa Rica já negociou com o Santos no início desta temporada, mas divergências entre José Carlos Peres e o diretor executivo de futebol, Gustavo Vieira, demitido após quatro meses de trabalho, inviabilizaram a contratação do jogador.

Bryan Ruiz fez questão de vestir a camisa do Santos em 2014, durante a disputa da Copa do Mundo no Brasil, para demonstrar gratidão pelo clube e pela cidade litorânea. Na época da campanha histórica do país, a Costa Rica ficou alojada em Santos e realizou parte de seus treinamentos na Vila Belmiro.

O presidente José Carlos Peres revelou que o Santos negocia com jogadores que disputarão a Copa do Mundo da Rússia entre junho e julho deste ano.

"Trouxemos o Gabriel, Sasha e o Dodô. Não estamos torrando o dinheiro do clube, estamos colocando o clube nos trilhos. Darei o exemplo do Flamengo. O primeiro ano foi péssimo, pressão da torcida, eles aumentaram a receita para R$ 700 milhões. Vamos focar nesta janela, há jogadores que estamos conversando, com contrato no fim, mas não vamos falar. No dia 30 de junho vencem alguns contratos. Jogadores de qualidade, estamos conversando com vários. Alguns em Copa do Mundo. Vamos ter uma pausa, até foi uma sorte ter essa pausa para trazer os reforços", disse.

O Santos pretende contratar um volante, dois meias e um centroavante na reabertura da janela de transferências internacional no meio do ano.

Nesta temporada, a diretoria santista contratou somente três reforços a Jair Ventura: os atacantes Eduardo Sasha e Gabigol, além do lateral esquerdo Dodô, os dois últimos ficarão no clube por empréstimo até o fim deste ano. Já Sasha foi comprado em definitivo em negociação envolvendo a ida de Zeca para o Internacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos