Conselho do Santos aponta nova suspeita sobre Lica e déficit trimestral

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/Santos FC

    Conselho vê mais uma polêmica envolvendo o dirigente de confiança de José Carlos Peres

    Conselho vê mais uma polêmica envolvendo o dirigente de confiança de José Carlos Peres

O relatório do balancete do primeiro trimestre realizado pelo Conselho Fiscal do Santos e que será avaliado em reunião no Conselho Deliberativo na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro, aponta uma nova suspeita envolvendo o ex-coordenador das categorias de base, Ricardo Crivelli, o Lica, afastado por acusação de assédio sexual.

De acordo com o relatório, o Santos fechou a contratação do zagueiro equatoriano Jackson Porozo, de 17 anos, para a equipe sub 20, por 350 mil euros (R$ 1,5 milhão). A primeira parcela já foi paga em 2 de março, mas existem mais duas: para junho e agosto.

A polêmica da transação é que o Santos pagará 20% de uma futura venda ao Manta, do Equador, e mais 30% do lucro à empresa Hi Talent. O problema é que Lica é um dos fundadores da empresa.

O dirigente santista afastado se retirou da sociedade da Hi Talent em junho de 2015, substituído por Eduardo Brito de Melo, que possui o mesmo endereço residencial de Lica, ainda segundo o relatório do Conselho Fiscal.

O relatório ainda lembra que o presidente José Carlos Peres era sócio de Ricardo Crivelli na empresa SAGA TALENT, fechada em 23 de maio deste após o assunto repercutir na imprensa.

Relatório aponta déficit de R$ 18 mi no 1º trimestre

Além da polêmica envolvendo Lica mais uma vez, o relatório apontou um déficit de R$ 18.103.106,00 no primeiro trimestre da diretoria de José Carlos Peres. A previsão era de R$ 37.480.702,00 de lucro.

A cúpula santista alega que o déficit ocorreu por conta de gastos deixados pela antiga diretoria, de Modesto Roma. Segundo eles, houve um gasto de R$ 12 milhões com o departamento de futebol, além de mais de R$ 20 milhões pagos em impostos atrasados da antiga diretoria.

Em contato com o UOL Esporte, o Santos Futebol Clube informa, por dever de transparência, que no acordo preliminar firmado para a contratação do atleta equatoriano Jackson Porozo, não há participação nos direitos do atleta, direta ou indiretamente, de qualquer funcionário ou membro dos quadros do Clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos