Time saudita oficializa proposta por Keno, mas Palmeiras não quer vender

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Pedro Vale/AGIF

    Keno tem contrato com o Palmeiras até 2021

    Keno tem contrato com o Palmeiras até 2021

O Al-Nassr, da Arábia Saudita, oficializou proposta pelo atacante Keno, do Palmeiras. A equipe do Oriente Médio já demonstrava o interesse desde a semana passada, mas a oferta ainda não havia sido formalizada. Pessoas envolvidas no negócio afirmam que os árabes se dispuseram inicialmente a pagar 8 milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões) pelo jogador de 28 anos.

A princípio, o Palmeiras sustenta que não tem nenhuma intenção de vender Keno, que vinha sendo titular do time de Roger Machado até se lesionar contra o São Paulo, em 2 de junho. O atacante, que renovou contrato em janeiro, tem vínculo com o alviverde até 2021.

A renovação, aliás, aconteceu pouco depois de uma primeira investida frustrada do Al-Nassr. O time saudita tentou levar o jogador e acenou com uma oferta na casa dos 6 milhões de euros, mas nem o Palmeiras nem o atleta se mostraram interessados, e o negócio não andou no começo do ano.

Keno começou o ano como reserva na equipe de Roger Machado, mas ganhou a titularidade de Willian ainda no início da temporada e vem sendo um dos destaques do time em 2018. Com uma lesão na coxa, ele só voltará a jogar depois da Copa do Mundo.

O Palmeiras negociou dois jogadores recentemente com o futebol europeu. O volante Tchê Tchê foi vendido ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, por 4,8 milhões de euros, enquanto o lateral direito João Pedro, que estava emprestado ao Bahia, foi para o Porto, de Portugal, por 4 milhões de euros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos