Chará herda a 11 de Otero e se apresenta com expectativa alta no Atlético

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Meia-atacante de 27 anos vai vestir a camisa 11 deixada por Romulo Otero no Atlético

    Meia-atacante de 27 anos vai vestir a camisa 11 deixada por Romulo Otero no Atlético

O Atlético-MG apresentou o colombiano Yimmy Chará nesta terça-feira. Aos 27 anos, o meia assinou um contrato de cinco anos com o clube mineiro e chega do Junior Barranquilla com status de grande reforço para ajudar o Galo na disputa do Brasileirão. Em seu primeiro contato com a imprensa, o jogador falou sobre suas impressões dos novos companheiros de trabalho, elogiou a torcida alvinegra e contou sobre sua inspirações dentro do futebol.

"Tenho grandes expectativas de chegar a uma instituição como essa, estou me preparando bem para mostrar coisas importantes para o clube. Já notei que é uma equipe muito humana. Me dá tranquilidade saber que cheguei em um grupo assim, tenho muita motivação para encarar esse desafio", comentou o jogador, que herdou a camisa 11 deixada por Romulo Otero.

Chará tem como um dos pontos fortes a velocidade e os dribles. Atua pelos lados do campo, mas também poderá ser utilizado mais por dentro, como ele mesmo acrescentou: "Em grande parte da minha carreira eu joguei pelos lados, me sinto tranquilo atuando lá. Mas nesse tempo eu também aprendi a atuar em outras posições que me ajudaram a melhorar meu estilo de jogo também".

O Atlético não informou os valores da negociação, mas a imprensa local antecipou que o clube irá pagar 6 milhões de dólares (R$22,2 milhões) para levar Chará. Para arcar com os custos, o Galo recebeu a ajuda de Ricardo Guimarães, ex-presidente do clube e diretor do Banco BMG.

"Independente dos valores, chegar a clubes como esse aumenta muito a responsabilidade. Todo futebolista sabe como tem que encarar cada partida. Me considero um grande profissional e espero fazer coisas grandes por essa instituição", disse.

Bruno Cantini/Atlético-MG

Assinado o contrato, o Atlético adquire 70% dos direitos econômicos de Yimme, enquanto o Junior Barranquilla permanece com os outros 30%. A partir de agora, o jogador terá a pausa para a Copa do Mundo para se adaptar ao clube, conhecer melhor os companheiros e brigar pela titularidade no time. Isso só será possível porque Chará foi incluído na pré-lista de convocados da Colômbia, mas ficou de fora dos 23 atletas relacionados para a Copa do Mundo.

"Temos jogadores colombianos que estão passando por ótimos momentos na carreira. Alguns deles estão na Europa, creio que isso é fundamental para jogar um torneio como a Copa do Mundo. Eu tinha muita vontade de jogar o Mundial, mas agora estou me preparando para estar bem e ajudar meus companheiros. Esse tempo (pausa para a Copa do Mundo) vai ser importante para ficar bem fisicamente e ajudar meus companheiros", completou.

Veja outros trechos da entrevista de Yimmy Chará no Atlético:

Elogios para a torcida: Os torcedores, o clube tem uma grande torcida, pelo que vejo na televisão, pelo que já me transmitiram nas redes sociais. Eu já tive essa sensação e espero devolver isso para todos eles. Para qualquer jogador sul-americano é uma oportunidade grande estar no futebol brasileiro para aprender e seguir bem como profissional. Esperamos que seja muito lindo aqui e poder retribuir toda essa confiança que me passaram.

Inspirações no futebol: Tem muitos esportistas, o Ronaldo, o Ronaldinho, há muitos jogadores que eu vi e que aumentam minha motivação. Era impressionante o que transmitiam, é impossível não aprender com eles.

Briga pelo título brasileiro: É o único torneio que estamos disputando, temos grandes jogadores, estamos melhorando muito na tabela. Esperamos fortalecer com a minha chegada para conseguir esse objetivo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos