Rueda diz que saiu do Fla por estabilidade e defende correção na rescisão

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Moscou

  • Luis Acosta/AFP

    Reinaldo Rueda levou o Flamengo à final da Copa Sul-Americana no ano passado

    Reinaldo Rueda levou o Flamengo à final da Copa Sul-Americana no ano passado


Presente a um evento da Conmebol, o técnico do Chile, Reinaldo Rueda, explicou que saiu do Flamengo porque teria mais estabilidade na seleção. Lembrou que havia eleições no clube e possível emotividade em decisões. Além disso, defendeu sua correção no processo de deixar o Flamengo pelo Chile.

"Foi muito difícil (decidir sair do Flamengo). De todas as formas, a oferta de um projeto de quatro anos me fez pensar muito. Não tanto pela parte econômica, mas o projeto esportivo. Saber que no Flamengo, sempre é altíssima exigência, mas está envolvido um compromisso eleitoral da diretoria do Flamengo neste ano. E certas situações que fizeram pensar num projeto mais estável", contou Rueda.

Em seguida, completou que se troca muito de técnico no Brasil, e há muita "emotividade" no caso do Flamengo de tomar decisões. Outro ponto lembrado pelo técnico colombiano, embora não apontado como decisivo, foi o caso de violência na final da Sul-Americana que atingiu o filho de um amigo dele.

Mostrou gratidão e ter mantido uma ligação com o clube, tanto que conversa com membros da comissão técnico e jogadores. Ainda afirmou estar feliz com o bom momento do time rubro-negro.

Ao falar da saída de Julen Lopetegui da Espanha, Rueda comentou a forma como se deu sua rescisão com o Flamengo. Houve irritação de parte da diretoria - não do presidente Eduardo Bandeira de Mello, mas de outros - com a novela. Ele ressaltou que só assinou contrato no Rio, na presença do presidente do clube.

"Te digo que não sei de onde houve um erro de não ter uma reserva (no caso de Lopetegui). Foi como nosso tema com o Chile né? Não havia terminado meu compromisso com o Flamengo, minha vinculação. Não firmei meu compromisso com o Chile (antes de avisar o clube)... Meu compromisso com o Chile se firmou na presidência do Flamengo, na presença do doutor Bandeira, de Caetano. Se firmou na presidência do Flamengo", afirmou.

Por fim, disse que acredita que o atacante Vinicius Jr está pronto para um projeto no Real Madrid desde que bem assessorado. "Vai por um bom caminho. Tudo depende de quem o acompanha e como o proteja o Real Madrid."

Como favoritos para a Copa, apontou Brasil, França e Alemanha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos