Barça abre conversa com Grêmio e fica perto de antecipar ida de Arthur

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO

    Arthur, 21 anos, já está acertado com o Barcelona. Clube espanhol tenta antecipar ida

    Arthur, 21 anos, já está acertado com o Barcelona. Clube espanhol tenta antecipar ida

O Barcelona abriu negociação com o Grêmio para antecipar a ida de Arthur. O desejo dos espanhóis já era especulado há tempos e foi confirmado em reunião com os dirigentes gremistas na última quarta-feira (20), em Porto Alegre. O clube gaúcho se mostrou aberto à possibilidade e ainda trata de detalhes para dar aval.

Um dos pontos a ser definido é a compensação financeira a ser recebida na Arena, mas a tendência é que haja acordo entre os clubes.

Segundo apurou o UOL Esporte, a possibilidade de Arthur deixar o Grêmio depois da Copa do Mundo cresceu nas últimas semanas e pode se confirmar antes de 15 de julho.

A data é relevante por ser o prazo estipulado para execução da opção de compra assinada por Grêmio e Barcelona. Em maio, os clubes acertaram que Arthur será adquirido em definitivo na abertura de uma nova temporada europeia. A apresentação do jogador, contudo, ficou marcada para janeiro de 2019. Este acerto foi fechado no valor de 30 milhões de euros.

O Grêmio informou ao Barcelona, no encontro mais recente, que deseja ser compensado para liberar Arthur. O clube espanhol já encarou cenário semelhante quando tratou com o Palmeiras da antecipação de apresentação do zagueiro Yerri Mina.

As partes devem se reunir novamente para avançar em termos do acordo. Arthur retoma os treinamentos com o restante do elenco do Grêmio na próxima segunda-feira (25).

Aos 21 anos, Arthur foi negociado por 30 milhões de euros (R$ 130,9 milhões na cotação atual). O Grêmio recebeu 4 milhões de euros no ato da assinatura da opção de compra e o restante das cifras será quitado em duas parcelas.

Arthur chegou ao Grêmio em 2010 e estreou no time principal em 2015, sob o comando de Felipão. Depois da primeira partida, contra o Aimoré-RS pelo Gauchão, ele voltou ao time de transição e só apareceu outra vez em 2017. Após atuar pela Primeira Liga, ganhou espaço e não saiu mais da equipe comandada por Renato Gaúcho.

Além do Barcelona, Real Madrid, PSG, Olympique Marseille e Inter de Milão também demonstraram interesse no jogador. A mobilização do Barça fez a diferença. No final do ano passado, dirigentes catalães acompanharam a reta final da Libertadores e depois se reuniram com Arthur e seus familiares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos