Cruzeiro tenta atender exigência do Real e 'herdar' salário de Lucas Silva

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Pedro Vale/AGIF

    Lucas Silva é objeto de desejo do Cruzeiro

    Lucas Silva é objeto de desejo do Cruzeiro

O Real Madrid aguarda uma posição do Cruzeiro para acertar a permanência de Lucas Silva. A seis dias do fim do seu contrato com o clube mineiro, o volante segue com situação indefinida. A Raposa tentou, a princípio, dividir de forma idêntica o pagamento dos salários do jogador. Mas obtiveram uma negativa e podem acabar arcando com os ordenados.

A equipe de Belo Horizonte gostaria de pagar 50% dos salários do atleta, enquanto os espanhóis pedem o pagamento integral.

Os vencimentos de Lucas Silva são de cerca de R$ 600 mil mensais, valor considerado elevado para o Cruzeiro. Para atender à exigência do Real Madrid, os mineiros tentam a participação de um investidor no negócio.

Uma pessoa ligada às conversas confirmou ao UOL Esporte, na noite desse sábado (23), que o negócio está estagnado devido à busca dos mineiros por um parceiro.

Itair Machado, vice-presidente de futebol, assumiu a negociação após o primeiro contato, feito pelo mandatário Wagner Pires de Sá e pelo diretor-geral Sergio Nonato, conhecido como Serginho.

O dirigente mineiro já sabe que Julen Lopetegui, substituto de Zinedine Zidane no Santiago Bernabéu, não tem intenção de contar com o meio-campista brasileiro no elenco e acredita que este fator, aliado à vontade do atleta, pode ser preponderante para um desfecho positivo.

O contrato de Lucas Silva com o Real Madrid se encerra em junho de 2020. Contratado em 2015 por 15 milhões de euros (R$ 45 mi à época), o jogador foi emprestado ao Olympique de Marselha para a temporada 2015/2016 e, no ano passado, ao Cruzeiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos