Topo

Futebol


Grêmio reintegra Jailson e vê negócio com Santos em 'stand by'

Lucas Uebel/Grêmio
Jailson (à direita) motivou oferta do Santos ao Grêmio no início do mês Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek e Samir Carvalho

Do UOL, em Porto Alegre e Santos

2018-06-27T04:00:00

27/06/2018 04h00

Jailson segue como jogador do Grêmio - pelo menos até segunda ordem. Dezoito dias depois de o Santos apresentar proposta, o volante treina em Porto Alegre à espera de uma resposta dos dirigentes paulistas. A permanência no clube gaúcho, contudo, ganha força por conta das indefinições na Vila Belmiro.

Para o Grêmio, o negócio ainda pode sair. Resta ao Santos confirmar a proposta.

Aos 22 anos, Jailson motivou oferta de 3 milhões de euros (R$ 13 milhões na cotação atual) ao Grêmio no início do mês. O clube gaúcho aceitou, mas a transferência travou na parte do Santos e o investidor parceiro.

A operação era considerada tão avançada que o volante foi retirado das partidas contra América-MG e Sport para não realizar o sétimo jogo no Brasileirão. Porém, o tema não evoluiu durante a folga geral. O Santos, na semana passada, pediu mais prazo para responder.

O Grêmio retomou os treinos na última segunda-feira, e Jailson foi ao CT Presidente Luiz Carvalho. No dia seguinte, o volante novamente trabalhou. Sem novidades por parte do Santos, o clube gaúcho tomou a iniciativa de tranquilizar o atleta e seu estafe. Ele foi reintegrado.

Atualmente, Jailson é considerado um jogador do elenco do Grêmio. Sem limitações no dia a dia. O período de recesso favorece, pois não há partida que possa criar empecilho ao negócio. Ainda assim, as partes desejam uma definição em breve para encerrar a sensação de incerteza.

Entre os jogadores do Grêmio, há um certo clima de descontração diante do caso. O meia-atacante Everton postou foto no Instagram com Jailson e escreveu "se queda". Uma brincadeira com episódio envolvendo Gerard Piqué e Neymar às vésperas da transferência do camisa 10 do Barcelona para o Paris Saint-Germain.

O Comitê Gestor do Santos se reúne nesta quarta-feira e deve, uma vez mais, analisar a situação envolvendo proposta por Jailson. Um investidor é o responsável pela oferta e apresentou termos de quitação por parte do clube que desagradaram os dirigentes. Jailson, até segunda ordem, segue no Grêmio.

Mais Futebol