Crivella protocola pedido por cessão de terreno para CT do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação / Supervasco.com

    Campello, vereador Isquierdo, prefeito Crivella e membro de movimento em prol de SJ

    Campello, vereador Isquierdo, prefeito Crivella e membro de movimento em prol de SJ

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, deu andamento ao processo para cessão de um terreno em Vargem Grande (RJ) para a construção do centro de treinamento do Vasco da Gama. Nesta quarta-feira (4) ele assinou e protocolou o pedido.

Uma vez encaminhada, a solicitação passará por outras áreas como Patrimônio, Controladoria, entre outras, até que, enfim, saia a doação.

Mês passado, Crivella, o presidente do Vasco, Alexandre Campello, e o vereador Alexandre Isquierdo (DEM-RJ) - que tem ajudado no processo, se encontraram para debater sobre o tema e dar o pontapé inicial ao projeto.

O terreno em questão é o mesmo que a Prefeitura já havia cedido ao clube na gestão Eduardo Paes, em 2013, por 50 anos (renováveis por mais 50), com a condição de que o CT ficasse pronto para a Rio 2016.

O projeto foi se arrastando sem dar início até que no ano da Olimpíada, após análise do local pela diretoria vascaína presidida por Eurico Miranda, concluiu-se que a região era pantanosa e que seria necessária uma obra de aterramento. Sem verba para tal, o clube desistiu do terreno e a Prefeitura cancelou a cessão.

Agora, com a gestão Alexandre Campello, o Cruzmaltino quer novamente o local, mas solicitou que a Prefeitura financie o aterramento.

O fato do prefeito ter protocolado o pedido foi visto como um primeiro grande passo para a concretização do sonho.

Obras no entorno de São Januário

Outro projeto apresentado à prefeitura e que está em fase de estudo é o de obras de revitalização do entorno de São Januário. Ele foi encaminhado por torcedores que fazem parte do "Movimento Voluntário pela Revitalização do entorno de São Januário". No encontro entre as partes mês passado, José Fernando Santiago, um dos representantes do movimento, esteve presente.

Ele tem como base o antigo projeto criado para que São Januário fosse a sede do rúgbi na Rio 2016, em acordo pré-firmado em carta de intenções com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em 2010. O clube e seu entorno receberiam um investimento na casa dos R$ 100 milhões para melhorias de acesso e de instalações.

Por não ter cumprido os pré-requisitos, o Vasco perdeu tal direito dois anos depois, ainda na gestão Roberto Dinamite.  

Em 2014, o entorno do estádio teve uma nova possibilidade de se modernizar, quando o então prefeito Eduardo Paes incluiu a região no projeto "Morar Carioca". O local receberia um investimento na ordem de R$ 31 milhões para obras de acessibilidade, habitação, regularização fundiária, saneamento, iluminação, lazer, entre outros, mas a questão novamente não teve andamento.

Após a reunião da última segunda-feira, a prefeitura de Marcelo Crivella já tem em mãos o projeto que, entre outras questões, sugere uma ligação direta entre a Avenida Brasil – uma das principais rodovias da cidade – com a rua General Almério de Moura, a do acesso principal a São Januário.

Também estão previstas a construção da "estação São Januário" do BRT (corredor expresso de ônibus) na Avenida Brasil, além da criação de praças de conveniência e lazer para torcedores e moradores da região.

Treinos em CT alugado que pertence ao pai de Evander

Enquanto o Vasco não define a aquisição de um centro de treinamento próprio, o clube tem realizado desde o início da temporada suas atividades no CT das Vargens, que pertence ao empresário Evandro Ferreira, pai do meia Evander e agente do atacante Vagner Love. Um contrato de aluguel de três anos foi firmado entre as partes.

A diretoria de Alexandre Campello tem feito estudos e se reuniu com a comissão técnica de Jorginho para realizar melhorias no local.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos