Promessa do Inter com irmã no Santos se vê pronto para receber chance

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação

    Pedro Lucas é joia das categorias de base do Internacional e espera oportunidade

    Pedro Lucas é joia das categorias de base do Internacional e espera oportunidade

Se o time principal do Inter sofre com a falta de centroavantes, o time Sub-20 comemora a boa fase de uma das principais promessas do clube: Pedro Lucas. Com 19 anos, o jogador se vê pronto para novos passos na carreira.

Pedro chegou ao Inter há bastante tempo. Está nas categorias de base desde criança. E só fez aumentar a expectativa. Foi capitão e titular de times Sub-15, Sub-17, Sub-19 e esteve na seleção brasileira em quase todas as categorias. Agora no Sub-20, é a esperança do time que abre a disputa da final do Campeonato Gaúcho da categoria neste domingo contra o Grêmio.

"Treino todos os dias para que isso aconteça. Acredito que estou pronto para receber oportunidades e ajudar o Inter, clube que estou desde muito cedo. Oportunidade é tudo. Para se ter uma ideia, esse ano estou jogando mais e já consegui marcar 19 gols. Ano passado, com poucas chances, no ano inteiro fiz apenas sete", disse Pedro, ao UOL Esporte.

Ele se define como um jogador de boa finalização, técnica e cabeceio. É um centroavante de posicionamento e esteve no grupo da Copa São Paulo no início do ano. Era reserva de Brenner e ainda assim marcou um gol na competição.

"É uma boa fase que estou vivendo. Como disse, tudo vem com oportunidade e sequência de jogos. Vou fazer minha parte, me dedico sempre nos treinos e nos jogos, e se a chance no time de cima aparecer ficarei muito feliz", completou.

DNA esportivo: Pai e tio foram atletas, irmã joga no Santos

O futebol está no sangue de Pedro Lucas. Seu tio, Edson Kaspary, foi campeão da Copa do Brasil pelo Juventude em 1996, o pai também foi jogador de futebol. Além disso, sua irmã brilha pelo Santos e é repetidamente convocada para seleção brasileira. Malu é a caçula do time profissional do Peixe com 16 anos.

"Tenho um DNA esportivo na família, acredito que isso só me ajuda a ter uma facilidade nas ações dentro de campo. Meu pai e meu tio foram atletas, e minha irmã joga no Santos e é constantemente convocada para as seleções de base", contou.

E é natural que a rivalidade com a irmã ocorresse também nos gramados. "Existia uma rivalidade sadia entre nós, um querendo ser melhor que o outro, mas sempre com a intenção de melhorar e sempre com muito amor envolvido, e sempre um torcendo pela conquista do outro", explicou.

Com contrato por mais um ano com Inter e multa rescisória batendo a casa dos 50 milhões de euros (R$ 227 milhões), Pedro espera conquistar o Gauchão, subir para o Sub-23 e quem sabe aproveitar a lacuna no elenco do principal. "Quero ajudar o Inter marcando gols, é claro", sentenciou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos