Renato torce por renovação de Tite e descarta seleção: "Não é minha hora"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

Tite ainda não renovou com a seleção brasileira, mas um concorrente já se colocou fora do páreo. Neste domingo (8), logo depois do amistoso contra o Corinthians, Renato Gaúcho disse que torce pela sequência da comissão técnica mesmo após a Copa do Mundo. O treinador do Grêmio ainda revelou ter enviado mensagem ao colega de profissão.

Renato alimenta o sonho de treinar a seleção. A vontade foi revelada em entrevista ao UOL Esporte, no ano passado, mas seguirá guardada para o futuro.

"Eu não falo de seleção brasileira. Eu já disse que tenho o sonho de treinar a seleção. Um dia, eu sei, minha hora vai chegar. A minha chance na seleção não vai ser agora, mas vai chegar", disse Renato Portaluppi.

Ainda na pergunta sobre a chance de assumir o comando do time nacional, o treinador elogiou Tite. Os dois mantiveram contato ao longo de 2017, trocando relatos sobre Arthur e Luan, voltaram a dialogar agora.

"Eu torço para o Time continuar. Ele fez um grande trabalho. Temos que dar sequência ao treinador. Eu mesmo passei uma mensagem ao Tite depois do jogo (com a Bélgica), dei parabéns pelo trabalho. Antes mesmo da Copa do Mundo eu não sentia tanto orgulho de ver a seleção. Eu reaprendi a torcer para seleção com o Tite. Caímos de cabeça erguida. O Tite é humano. De minha parte, gostaria que ele continuasse", comentou o técnico do Grêmio.

Mais adiante, Renato Gaúcho foi questionado se estava pronto para assumir o cargo e outra vez disse que não vê possibilidade agora.

"O jogador está preparado quando ele joga bem e ganha títulos no clube. O treinador está preparado no momento que ganha títulos também. Preparado eu estou, mas não é a hora. Temos que deixar o Tite ter sequência", declarou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos