Visto de trabalho atrasa viagem e apresentação de Arthur no Barça

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Guilherme Testa/O Clube/Divulgação

    Volante segue no Brasil em busca de documentação necessário para jogar na Espanha

    Volante segue no Brasil em busca de documentação necessário para jogar na Espanha

Arthur se despediu do Grêmio na sexta-feira, mas ainda não está na Espanha. A obtenção do visto de trabalho espanhol atrasou a viagem do volante. Com isso, o anúncio oficial e apresentação já como jogador do Barcelona também foram remarcadas. A previsão é que o ex-camisa 29 do clube gaúcho chegue a Catalunha na terça-feira.

O atraso não muda nada para o Grêmio. O clube deverá receber pagamento do Barcelona até o dia 20.

A operação envolve quitação imediata de 26 milhões de euros (R$ 118 milhões na cotação atual), valor estipulado na opção de compra, e mais 2,8 milhões de euros (R$ 12,7 milhões) como compensação pela liberação antecipada de Arthur.

Arthur foi autorizado a conceder entrevista coletiva na sexta-feira, no CT Presidente Luiz Carvalho, pelo estágio avançado na troca de documentos entre Grêmio e Barcelona. Naquele dia, a previsão era de embarque no sábado. A viagem acabou sendo adiada.

O estafe de Arthur passou a buscar o visto de trabalho necessário para atuar na Espanha. O documento é elaborado mais rapidamente em solo brasileiro do que via embaixada. Por isso, o embarque foi remarcado. Ao longo da segunda-feira, o volante trará de detalhes burocráticos.

Prestes a completar 21 anos, Arthur já acertou contrato de seis temporadas com o Barcelona. O tempo de contrato foi um dos itens que mudou nas últimas duas semanas. Depois de acerto com o Grêmio, o clube espanhol decidiu ampliar o vínculo. Com documento de cinco anos e opção de prorrogação por mais uma temporada. Também houve reajuste financeiro.

Para o Grêmio, a situação documental de Arthur não interfere em nada. Além de obter pagamento total do valor inicial acordado com o Barça, o clube gaúcho também conseguiu o desejado: uma compensação financeira pela liberação seis meses antes.

O Grêmio ainda assegurou outra cláusula que poderá render dividendos. Em 2019, o Barcelona deve convidar o Tricolor para disputa do torneio Joan Gamper. Se a presença não for possível, por agenda na Arena ou ideia dos espanhóis, haverá nova compensação aos cofres gaúchos.

A receita final da transferência de Arthur ainda poderá aumentar nos próximos anos. O contrato entre Grêmio e Barcelona tem cláusula bônus que pode chegar a 9 milhões de euros (R$ 40,8 milhões) mediante desempenho do volante na Espanha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos