Kaká vê possibilidade de futebol italiano voltar a crescer com CR7 na Juve

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • José Eduardo Martins/UOL

    Aloísio e Kaká apresentaram o novo uniforme do São Paulo, no Morumbi

    Aloísio e Kaká apresentaram o novo uniforme do São Paulo, no Morumbi

Com a experiência de ter ganhado todos os títulos possíveis pelo Milan e de ser o último melhor jogador do mundo desde o domínio de Cristiano Ronaldo e Messi, Kaká mostra otimismo com a transferência do craque português do Real Madrid para a Juventus. O ídolo brasileiro acredita que outros clubes podem seguir o caminho traçado pelo time de Turim e se reforçar.  

"A Juventus já vem fazendo um grandíssimo trabalho. Então, desde que caiu para a segunda divisão, e todo esse trabalho de reformulação do time é excelente. Aquilo que ela vem fazendo é excelente e para o Campeonato Italiano, também. Porque traz um grande nome do futebol mundial, atrai os olhos para lá e espero que isso incentive os outros clubes para ter essa reformulação de toda a estrutura", disse Kaká.

Apesar da rivalidade entre Milan e Juventus, o brasileiro não poupa elogios para a equipe de Turim.  "A Juventus é um case muito especial. Mesmo com todos os problemas do futebol italiano e crise no país, a Juventus conseguiu ser um excelente clube, nacional e internacional e que está sempre brigando na Champions League.", completou o brasileiro.

Durante o lançamento do uniforme do São Paulo, que agora é fornecido pela Adidas, o ídolo também falou sobre a possibilidade de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi perderem a supremacia no prêmio de melhor jogador do mundo.

"Acredito que, dependendo do resultado final da Copa e do desempenho do Mbappé na final, ele pode pintar como uma surpresa. Principalmente pelo que ele fez na Copa do Mundo. O ano dele é um ano normal, regular, mas aquilo que ele fez na Copa, e ela tem um peso muito grande, acho que pode pintar como uma surpresa", disse Kaká, que vê a França como favorita na decisão com a Croácia.

"A França [é favorita] por conta daquilo que vem representando. A Croácia fez uma excelente Copa. No começo da Copa, muitos estavam vendo como uma das seleções que poderiam surpreender e eles chegaram. Final é final e pode acontecer de tudo. Pelo que foi demonstrado nessa Copa, acredito na França."

O desempenho do Brasil, que caiu nas quartas de final diante da Bélgica, foi visto de maneira positiva pelo ex-jogador. "A seleção cresceu durante a Copa. O primeiro jogo não foi muito fácil, o segundo foi difícil, mas ganhou. Nas quartas, contra a Bélgica, uma excelente seleção, vimos um jogão. Quem gosta de futebol realmente viu um jogão. Nível técnico altíssimo, nível físico muito bom. Aula tática dos dois treinadores. O belga decidiu minutos antes, fez uma mudança, arriscou. O Tite entendeu isso e fez mudanças. a Bélgica teve seus momentos, o Brasil também. Aí entra o jogo, que é o que torna esse jogo tão apaixonante para nós. Se a bola do Thiago não bate na trave e entra, era outro jogo. Provavelmente, seria um outro resultado. Cada um chama do que quiser. É isso que torna o esporte tão apaixonante", afirmou Kaká. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos