Inter fatura até R$ 16,1 milhões com a venda de Alisson para o Liverpool

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional tem muito a comemorar com a venda de Alisson ao Liverpool, confirmada nesta quinta-feira (19). Com valor total de R$ 323,3 milhões, a transação pode render até R$ 16,1 milhões para o Colorado.

Tudo por força do mecanismo de solidariedade da Fifa que dá ao time formador do jogador um percentual de 5% sobre qualquer transferência internacional dele. O valor não é descontado do total, mas pago, após cobrança, pelo comprador de forma isolada.

Desta forma, o Inter deve receber R$ 13,9 milhões a curto prazo (5% do valor a ser pago imediatamente pelo Liverpool), mais R$ 2,23 milhões caso o Alisson alcance as metas específicas previstas em contrato (equivalente a 5% do bônus a ser pago à Roma).

Alisson atuou no Inter desde as escolinhas até a marca de 23 anos, quando vence o período do mecanismo de solidariedade. Ou seja, o Colorado tem direito aos 5% na íntegra. Ou seja, R$ 16,1 milhões.

Com o valor, o Internacional se aproxima de contemplar o orçamento previsto com vendas e ainda sem perder nenhum jogador. Nesta janela de transferências já lucrou com as saídas de Anselmo e Valdívia, que estavam emprestados, além de um percentual sobre o meio-campista Fred, o atacante Cassiano e 20% dos direitos econômicos do centroavante Maurides.

No princípio da temporada, o planejamento vermelho pedia R$ 40 milhões com negociações para manter o clube estável. O déficit atestado no último demonstrativo foi recorde: R$ 62,5 milhões.

Titular da seleção brasileira na última Copa do Mundo, Alisson é natural de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Ele e o irmão mais velho, Muriel, fizeram carreira na base do Inter e ambos chegaram a ser titular do time gaúcho em momentos diferentes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos