Presidente do Bayern detona Özil e diz que aposentadoria favorece seleção

Do UOL, em São Paulo

  • Alexander Hassenstein/Getty Images

O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, disse em declarações publicadas pelo jornal "Bild" que o anúncio da aposentadoria de Mesut Özil da seleção alemã é bom para o futebol do país. Mais do que isso, o dirigente criticou duramente o jogador campeão do mundo em 2014.

"Estou feliz que acabou. Seu jogo é um lixo há anos. Ele ganhou uma dividida pela última vez um confronto antes da Copa do Mundo de 2014. E agora ele esconde a si mesmo e seu desempenho de m... por trás desta foto", disse, referindo-se a uma foto que causou polêmica antes do Mundial de 2018.

Atualmente no Arsenal, Özil anunciou no último domingo que não defenderá mais a seleção alemã e citou racismo e desrespeito. O jogador se tornou alvo de críticas de torcedores, jornalistas e até dos principais dirigentes da federação de futebol do país ao posar para fotos com o presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan.

Na Alemanha, Özil atuou pelo Schalke 04 e Werder Bremen antes de transferir-se para o Real Madrid, em 2010. Há cinco anos no Arsenal, o jogador caiu de produção nos últimos anos, o que gerou outra crítica de Uli Hoeness

"Sempre que jogamos contra o Arsenal, jogamos em cima dele, porque sabemos que ele é o ponto fraco", disse. Em 2017, o Bayern enfrentou os ingleses nas oitavas de final da Liga dos Campeões e venceu os dois jogos por 5 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos