Barça corre risco de ter que cortar jogador extracomunitário de Supercopa

  • Divulgação/Barcelona

    Coutinho tenta a cidadania portuguesa para deixar de ser extracomunitário no Barcelona

    Coutinho tenta a cidadania portuguesa para deixar de ser extracomunitário no Barcelona

O Barcelona espera uma definição ainda nesta sexta-feira em relação ao passaporte português requerido por Philippe Coutinho para que o técnico Ernesto Valverde tenha à disposição todos os jogadores extracomunitários para a partida de domingo pela Supercopa da Espanha, informa o jornal "Sport".

No momento, além de Coutinho, ocupam as vagas de jogadores com cidadania de países europeus os brasileiros Arthur e Malcom e o chileno Arturo Vidal. Como o limite para a competição é de três extracomunitários, um deles terá que ser cortado do duelo contra o Sevilla caso o passaporte não seja liberado nas próximas horas.

O jornal informa que Coutinho iniciou o processo para obter o passaporte português no começo do ano. Sua esposa Aine tem a cidadania do país e o Barcelona está otimista com uma resolução em breve do pedido, no máximo até a próxima semana, quando começa o Campeonato Espanhol.

Caso tenha que cortar um dos extracomunitários, Valverde deve levar em conta aspectos como o dia de volta às férias e o entrosamento com o time. Assim, Arthur e Malcolm são nomes quase certos, com o recém-contratado Vidal e Coutinho, que voltou de férias nesta semana, como possíveis cortes.

Barcelona e Sevilla se enfrentam às 17h (de Brasília) de domingo pela Supercopa da Espanha. O Campeonato Espanhol tem início no fim de semana seguinte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos