Argentino tem nova chance no Atlético-MG e quer mostrar que vale R$ 16,5 mi

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

    Tomás Andrade, meia-atacante do Atlético-MG, tem contrato até dezembro de 2018

    Tomás Andrade, meia-atacante do Atlético-MG, tem contrato até dezembro de 2018

De volta ao time titular do Atlético-MG, Tomás Andrade terá a chance de mostrar a diretoria e comissão técnica que vale a pena investir 3,75 milhões de euros (R$ 16,5 mi) em sua permanência em dezembro. O argentino está emprestado pelo River Plate ao Galo desde janeiro e tem os direitos fixados neste valor. A manutenção, vista com bons olhos antes da Copa do Mundo, agora é tratada com cautela.

Às vésperas do torneio ocorrido na Rússia, a cúpula chegou a conversar com o estafe do atleta para reforçar o desejo de segurá-lo em Belo Horizonte. As conversas, no entanto, não avançaram na ocasião e Tomás Andrade ainda não teve uma resposta sobre a sequência na Cidade do Galo. Escalado como titular nos treinos que antecederam o jogo contra o Santos, o camisa 8 terá novas chances de mostrar que tem condições de ficar em Belo Horizonte por um longo tempo.

"Tomás fez vários jogos com a gente jogando pelo lado. É uma possibilidade que a gente tem, sim. Antes da parada da Copa ele terminou bem, jogando pelo lado. É uma possibilidade de utilizá-lo, sim", disse Thiago Larghi.

Aos 21 anos, Tomás Andrade tem contrato de empréstimo com o Atlético até o fim de 2019. O jogador, no entanto, está ligado ao River Plate, da Argentina. Para adquiri-lo em definitivo, os mineiros têm que pagar R$ 16,5 milhões por 100% de seus direitos. Presente em 22 partidas do Atlético no ano, Tomás Andrade marcou dois gols e deu uma assistência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos