Clayson deve ser denunciado por procuradoria por jogar água em torcedores

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Premiere

    Clayson jogou água em torcedores logo depois de deixar o gramado da Arena Condá

    Clayson jogou água em torcedores logo depois de deixar o gramado da Arena Condá

O atacante Clayson deve ser denunciado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por jogar água em torcedores da Chapecoense o último domingo durante a derrota alvinegra por 2 a 1. A informação foi divulgada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte.

Em contato com a reportagem, o procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, disse que irá analisar as imagens do atacante. A denúncia deve ser feita até o começo da semana que vem.

A atitude de Clayson seria enquadrada no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O texto fala em "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código". A punição mínima é de um jogo de suspensão e a máxima é de seis partidas.

O jogador também pode ser enquadrado no artigo 258-A (provocar o público durante partida, prova ou equivalente). Nesse caso, a suspensão seria de dois jogos, no mínimo, e seis, no máximo.

Clayson jogou água em torcedores após ser substituído no segundo tempo da partida válida pelo Brasileirão. O jogador se irritou, pegou uma garrafinha e cometeu o ato. Em seguida, uma torcedora da Chapecoense que estava atrás do banco foi atingida. O árbitro Grazianni Maciel Rocha não citou o incidente na súmula do jogo.

Após o jogo, na zona mista, Clayson pediu desculpas pelo ocorrido. "Acabei errando. Ele estava ali com a família, quero mais pedir desculpas pelo ato, eu estava de cabeça quente. Mas uma coisa não justifica a outra", admitiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos