Topo

Futebol


Kroos critica Özil e diz que não há racismo na seleção alemã

AFP PHOTO / Jewel SAMAD
Özil decidiu se aposentar da seleção da Alemanha por sofrer críticas racistas Imagem: AFP PHOTO / Jewel SAMAD

Do UOL, em São Paulo

2018-08-16T09:07:22

16/08/2018 09h07

Toni Kroos não ficou satisfeito com a maneira pela qual Mesut Özil renunciou à seleção da Alemanha. O atleta criticou o ex-companheiro de time e exaltou o caráter agregador da equipe nacional.

“A maneira como ele se aposentou da seleção não foi correta. Ele fez alusão a coisas que não eram necessárias e foram ofuscadas por coisas estúpidas. Acho que ele sabe que não há racismo no time nacional. Pelo contrário. Sempre optamos pela diversidade e pela integração. Ele foi o exemplo disso por muito tempo”, declarou Kroos em entrevista ao jornal alemão “Bild”.

Às vésperas da disputa da Copa do Mundo da Rússia, Özil posou para fotos com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan. A imagem foi interpretada como um apoio explícito à então campanha pela reeleição do presidente turco, que mantém uma relação de tensão com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. A família do atleta é de origem turca.

Para Kroos, Özil recebeu críticas duras pela eliminação precoce da Copa do Mundo da Rússia, assim como todo o elenco, e, por isso, poderia ter relevado. Após o Mundial, o camisa 10 foi um dos mais criticados.

“Mais tarde, como todos nós, ele foi criticado pelo rendimento na Copa do Mundo. A crítica foi, às vezes, de baixo nível. Mas, como jogador, ele tem que viver com isso”, acrescentou Kroos.

Mais Futebol