Atlético-PR atropela e impede Flamengo de retomar a liderança do Brasileiro

Do UOL, no Rio de Janeiro

Mesmo com a pressão de estar na zona de rebaixamento e enfrentando um adversário que briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR se impôs diante do Flamengo, na manhã deste domingo, na Arena da Baixada (PR), e venceu com facilidade por 3 a 0 com gols de Pablo, Raphael Veiga e Zé Ivaldo.

O resultado não foi suficiente para os paranaenses deixarem a zona de rebaixamento, mas deu ânimo para o returno. Já os cariocas perderam a oportunidade de retomar a liderança e podem ver a distância para o primeiro colocado São Paulo ficar maior quando os paulistas enfrentarem a Chapecoense, às 19h, no Morumbi (SP).

Na próxima rodada o Atlético-PR visita a Chape, na quarta (22), na Arena Condá (SC) e o Flamengo recebe o Vitória, na quinta (23), no Maracanã.

Blitz atleticana

O Atlético-PR precisou de apenas 20 minutos para construir sua vitória. Neste tempo, o Furacão fez três gols e liquidou a fatura diante de um Flamengo que pareceu ter entrado em campo meio sonolento.

Os gols dos paranaenses se originaram de erros básicos do até então eficiente sistema defensivo dos cariocas. Destacaram-se pelo time da casa o trio Marcinho, Raphael Veiga e Pablo.

Rodinei bobeia e Atlético-PR abre o placar

Logo aos 9 minutos do primeiro tempo, o Atlético-PR abriu o placar após uma falta cobrada da esquerda que Marcinho bateu rasteiro e Pablo se antecipou a Rodinei e escorou a bola para o fundo da rede.

Santos corajoso!

Jason Silva/AGIF

Aos 12, Rodinei experimentou de fora da área e Santos fez bela defesa. No rebote, o goleiro do Atlético-PR se atirou nos pés de Vitinho e evitou o empate.

Atlético-PR amplia

O Atlético-PR ampliou o marcador aos 16 quando Marcinho cruzou da esquerda, Pablo desviou, César defendeu, mas Raphael Veiga, no rebote, fuzilou.

Zaga do Fla cochila e Atlético-PR faz 3 a 0

Como um verdadeiro furacão, o Atlético-PR chegou aos 3 a 0 ainda aos 20 do primeiro tempo, quando Raphael Veiga bateu escanteio da direita e Zé Ivaldo subiu mais que a zaga do Flamengo, que dormiu.

Na trave!

Aos 23 do segundo tempo, Nikão invadiu a área pela direita e encheu o pé. A bola explodiu na trave esquerda de César e o Atlético-PR quase ampliou.

Raphael Veiga brilha

O meia do Atlético-PR foi decisivo na manhã deste domingo, fazendo um gol e dando uma assistência contra o Flamengo. 

Que fase de Rodinei!

O lateral direito Rodinei não vive uma boa fase. Dois gols do Atlético-PR aconteceram em cima dele, que se mostrou distraído na jogada. 

César entra em enrascada 

Substituindo o titular Diego Alves, poupado, o goleiro César acabou pagando a conta na derrota do Flamengo. O jovem, no entanto, não teve culpa nos gols e conseguiu evitar algumas ações do Atlético-PR.

Tiago Nunes ousado

Jason Silva/AGIF

O técnico do Atlético-PR não se intimidou em estar enfrentando uma equipe que disputa o título brasileiro e colocou o seu time de maneira ofensiva. O treinador foi inteligente ao fazer com que sua equipe explorasse o setor esquerdo nas costas de um distraído Rodinei.

Barbieri tenta mudar, mas não consegue

Diante de um verdadeiro sacode no primeiro tempo, o técnico Mauricio Barbieri tentou mudar o panorama da partida no segundo tempo sacando o volante Cuellar e colocando o atacante Marlos Moreno. O Flamengo, porém, não estava num domingo inspirado e pouco ameaçou o Atlético-PR.

Torcida única?

Jason Silva/AGIF

O acordo do Ministério Público do Paraná com o Atlético-PR proibindo a entrada de torcedores com camisas do Flamengo e vetando um setor para os visitantes não foi suficiente para impedir os flamenguistas de comparecer. Misturados aos atleticanos, eles cantaram atrás de um dos gols e o clima foi pacífico. 

Freguês de carteirinha

Definitivamente a Arena da Baixada não traz boas lembranças ao Flamengo. Os cariocas só venceram uma vez na casa do Atlético-PR.

Confira como foi o aquecimento do Flamengo

ATLÉTICO-PR 3 X 0 FLAMENGO
Local:
Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Hora: 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Cartões amarelos: Pablo, Zé Ivaldo, Léo Pereira (ATL); Vitinho (FLA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Pablo, aos 9 minutos do primeiro tempo (ATL); Raphael Veiga, aos 16 minutos do primeiro tempo (ATL); Zé Ivaldo, aos 20 minutos do segundo tempo (ATL)

ATLÉTICO-PR
Santos; Jonathan, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho González (Bruno Guimarães) e Raphael Veiga (Bruno Nazário); Nikão (Plata), Marcinho e Pablo
Técnico: Tiago Nunes

FLAMENGO
César; Rodinei, Thuler, Léo Duarte e Renê; Cuéllar (Marlos Moreno), Willian Arão e Lucas Paquetá; Éverton Ribeiro (Geuvânio), Vitinho e Uribe (Lincoln)
Técnico: Maurício Barbieri

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos