Topo

Futebol


Com caos na federação uruguaia, SP vê chance maior de renovar com Aguirre

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2018-08-21T04:00:00

21/08/2018 04h00

Parte das atenções da diretoria tricolor estará voltada para a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) nesta terça-feira (21). Em Montevidéu, deveria ser realizada a caótica eleição, que será adiada mais uma vez para que os clubes apresentem novos candidatos para a presidência da entidade responsável por comandar a modalidade no país. O interesse são-paulino no pleito é motivado pelo técnico Diego Aguirre. O treinador da equipe líder do Brasileirão é o mais cotado para dirigir a seleção, caso Óscar Tabárez não continue no cargo.

O atual técnico teve uma reunião com dirigentes locais para discutir a possibilidade de seguir à frente do selecionado uruguaio e se mostrou propenso a ficar dependendo de quem vencer o pleito. O caos se dá porque um candidato (Wilmar Valdez, que é um entusiasta de Aguirre) renunciou, e outros dois (Eduardo Abulafia e Arturo Del Campo) foram reprovados no teste de idoneidade e impugnados. Já os possíveis postulantes Ignacio Alonso e Fernando Nopitsch não agradam os clubes.

Todas essas confusões deixam Aguirre mais longe da seleção. O treinador tem contrato com o São Paulo até o fim deste ano e garantiu diversas vezes que vai cumpri-lo.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Mais Futebol