Topo

Futebol


Rival de Marta por prêmio de melhor do mundo sofre com problema de saúde

Alex Caparros/Getty Images
Concorrente de Marta, Maroszán convive desde julho com o problema de saúde Imagem: Alex Caparros/Getty Images

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

2018-09-04T04:00:00

04/09/2018 04h00

A Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) definiu as três candidatas ao prêmio de melhor jogadora de futebol da temporada com a brasileira Marta entre as finalistas. Na busca pela sexta honraria individual, a craque da seleção tem como concorrente a norueguesa Ada Hegerberg e a alemã Dzsenifer Marozsán, que convive com um problema de saúde responsável por afastá-la do futebol por tempo indeterminado.

Capitã da seleção alemã e entre os destaques do Lyon na conquista da Liga dos Campeões feminina, Marozsán foi diagnosticada com embolia pulmonar em julho. Desde então, luta contra a doença para poder retornar ao gramado. A presença da meia para a já iniciada temporada europeia é incerta – o clube francês venceu o Lille por 8 a 0 no último dia 26, em duelo pelo campeonato nacional.

Reprodução/Facebook
Maroszán passou por exames em Lyon no último dia 30 Imagem: Reprodução/Facebook

Apenas quatro dias depois da impressionante goleada do atual campeão europeu, a jovem de apenas 26 anos passou por uma nova bateria de exames e tratou de compartilhar a própria angústia por intermédio do Facebook. "Espero bons resultados", escreveu na página que contém mais de 49 mil curtidas.

A rede social, aliás, serve como plataforma para a atleta desabafar e mostrar a vida fora do dia a dia com o Lyon e a seleção alemã – destacam-se os muitos posts com o seu simpático cachorro e desabafos sobre o problema que a obrigou a deixar o futebol sem previsão de retorno.

“[Fim de julho] Fui autorizada a sair do hospital e me sinto um pouco melhor a cada dia. Mas, antes de poder voltar aos treinamentos, preciso ter paciência. Quanto tempo vai demorar? Não posso dizer agora. Farei um exame no fim de agosto para saber mais sobre o meu futuro. Estou feliz por enquanto de lidar com minha vida privada diária sem nenhum problema. Obrigada por todas as palavras amáveis, significam muito”, disse.

Do sofá, por exemplo, Marozsán viu a Alemanha vencer a Islândia no último fim de semana e dar um importante passo para assegurar uma das vagas diretas para a Copa do Mundo do ano que vem. A presença da camisa 10 no Mundial marcado para junho de 2019 também está em xeque.

Devido à embolia e limitada de exercer a própria profissão, a alemã soma quase quatro meses longe das partidas e apenas praticando exercícios leves, angustiante para quem reconhecidamente é uma expoente do futebol europeu nos últimos anos – Marozsán fez gol na final olímpica, foi escolhida a jogadora alemã de 2017 e eleita para a seleção ideal da última Champions.

Champions, aliás, que praticamente marcou a despedida momentânea da meia da modalidade em que pode ser consagrada a melhor do mundo. Depois de participar da final europeia com o Lyon, a jogadora atuou apenas em mais uma partida pelo Campeonato Francês no fim de maio. Por outro lado, as concorrentes Marta e Hegerberg, companheira de Lyon, seguem em alto nível.

"Temos más notícias sobre Dzsenifer Marozsán. A capitã da equipe feminina está sofrendo de uma embolia pulmonar e é incerto, nesta fase, quando poderá voltar à ação. Desejamos uma pronta recuperação em nome de todos da seleção"

Mais Futebol