Atlético-MG chega à última etapa por Arena MRV e pode iniciar obras em 2018

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação/Atlético-MG

    Projeto do estádio do Atlético-MG aguarda aprovação de Secretaria de Estado

    Projeto do estádio do Atlético-MG aguarda aprovação de Secretaria de Estado

O Atlético-MG chegou a última etapa antes do início das obras da Arena MRV. Com o projeto aprovado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Belo Horizonte (SMMA), o clube enviou os documentos necessários à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e aguarda um parecer para começar a construção de seu estádio. Há a possibilidade de iniciar os trabalhos no terreno antes até de dezembro de 2018.

O aval do órgão municipal faz com que os responsáveis pelo projeto no clube acreditem em um parecer semelhante no âmbito estadual. Na visão dos dirigentes, o grande empecilho da obra até o momento, a inserção de projetos sociais, foi solucionado ainda em agosto. O fato fez a agremiação se livrar de uma ação no Superior Tribunal Federal (STF), segundo revelado pela reportagem.

A Semad já deu indícios de que aprovará o projeto, conforme apurado pelo UOL Esporte. É preciso, no entanto, uma vistoria do conselho técnico do órgão para ratificar o aval. A situação é parecida com a vivida na esfera municipal, há um mês.

Com a autorização do estado, o Galo estará liberado para iniciar as obras imediatamente. Na última reunião do Conselho Deliberativo, em 21 de agosto passado, o clube chegou a dizer que a expectativa era que as obras da Arena MRV se iniciassem em dezembro de 2018. A previsão é uma estimativa de acordo com os trabalhos anteriores da Semad.

Uma fonte ligada ao clube, no entanto, diz que a data ainda não está confirmada. É possível, inclusive, que as obras do estádio sejam iniciadas antes de dezembro de 2018. O discurso é de que o aval da Semad é o que impede a construção imediata.

Para tratar a aprovação do órgão estadual como última etapa, o Atlético-MG conseguiu uma forma de evitar a dependência da Câmara Municipal de Belo Horizonte para iniciar a construção da Arena MRV.

A mudança se dá pelo fato de a obra não ser considerada Operação Urbana (aquela que altera espaços acima do espaço já delimitado pela legislação).

Para construir o estádio, o Atlético-MG já conta com R$ 370 milhões. O clube vendeu 50,1% do shopping Diamond Mall por R$ 250 milhões à Multiplan. Os naming rights do local foram adquiridos pela MRV por R$ 60 milhões. Já houve venda de cativas e camarotes por R$ 60 milhões ao Banco BMG. O clube espera arrecadar mais R$ 40 milhões com a negociação de cadeiras cativas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos