Topo

Futebol


Alemanha repete erros da Copa, mas conta com falha de goleiro e bate Peru

Michael Probst/AP Photo
Imagem: Michael Probst/AP Photo

Do UOL, em São Paulo

2018-09-09T17:38:41

09/09/2018 17h38

A Alemanha repetiu alguns erros vistos na última Copa do Mundo, realizada na Rússia, mas virou para cima do Peru, neste domingo (9), em partida amistosa. A equipe de Joachim Löw começou pressionando, teve o apoio da torcida na Rhein-Neckar Arena, mas contou com uma falha do goleiro Gallese para virar, no segundo tempo, e vencer por 2 a 1. Julian Brandt e Nico Schulz fizeram para os mandantes, enquanto Luis Advincula descontou.

Mesmo com o domínio e controle de jogo, os alemães tiveram dificuldade para construir o resultado. Saíram atrás em um contra-ataque e perderam algumas chances claras durante o duelo, virado próximo do fim.

Os melhores: Advincula e Kroos

Michael Probst/AP Photo
Imagem: Michael Probst/AP Photo

O lateral direito foi o principal nome peruano no amistoso. Além do gol, em que pareceu com muita velocidade como opção, e demonstrou ter fôlego para finalizar, esteve na maioria dos ataques pelo lado em que atua. Em um deles, lançou Farfán nas costas da zaga, mas o camisa 10 e capitão peruano chutou por cima.

Pelo lado alemão, Toni Kroos foi o atleta de maior lucidez. Remanescente do título da Copa do Mundo em 2014, no Brasil, o volante do Real Madrid comandou as ações ofensivas da seleção, como de costume, e clareou para Julian Brandt empatar.

Os piores: Timo Werner e Marco Reus

Demonstrando afobação, o atacante do RB Leipzig não esteve em um dia feliz. Fez um gol impedido, após belo passe de Kroos, mas estava à frente da zaga. Também terminou muitas jogadas sendo alvo fácil aos zagueiros peruanos e desperdiçou uma chance clara para virar no começo do segundo tempo. Ao lado dele, Marco Reus esteve muito apagado pela esquerda e acabou substituído na volta do intervalo.

Alemanha da Copa?

Se a equipe de Joachim Löw apresentou-se bem diante da atual campeã do mundo, a França, na última quinta-feira (6), alguns defeitos vistos na Copa foram repetidos neste domingo, principalmente na etapa inicial. Superior, o time até começou em cima dos peruanos, e teve mais de uma chance para abrir o placar. No entanto, esbarrou na juventude de alguns atletas, que desperdiçaram suas oportunidades, e viu os sul-americanos marcarem em um contra-ataque, após erro individual.

É verdade que o empate veio logo em seguida, mas, devidas as circunstâncias, os mandantes poderiam ir aos vestiários no intervalo com a vantagem no placar.

Gallese falha e Alemanha consegue virada

Kai Pfaffenbach/Reuters
Imagem: Kai Pfaffenbach/Reuters

O goleiro peruano fazia boa partida até os 39 minutos da etapa final. Após o zagueiro afastar mal, aceitou chute fraco rasteiro de Nico Schulz, que culminou na derrota no amistoso deste domingo. O gol serviu como recompensa ao jogador que havia falhado no gol de Advincula.

Vacilo termina em gol peruano

Não concluindo a gol as oportunidades criadas, a Alemanha ainda saiu atrás do placar. Aos 21 minutos do primeiro tempo, Schulz tirou mal uma bola fácil e entregou ao adversário. Advincula recebeu, ganhou do meia alemão na corrida, que não pôde corrigir seu erro, e chutou na saída de Ter Stegen. Contra-ataque rápido da equipe de Ricardo Gareca. 

Resposta rápida

Kai Pfaffenbach/Reuters
Imagem: Kai Pfaffenbach/Reuters

Apesar do gol sofrido, a seleção alemã respondeu rápido. Superando a afobação principalmente de seus jovens atacantes, chegou ao empate pelos pés de um deles: Julio Brandt. Kroos ganhou dividida na entrada da área e clareou para o atacante do Bayer Leverkusen, que teve categoria para tocar por cima, na saída de Gallese.

Ficha técnica

Alemanha 2 x 1 Peru

Local: Rhein-Neckar Arena, na Alemanha
Motivo: Amistoso
Data: 09 de setembro de 2018, domingo
Horário: 15h45 (de Brasília)
Cartões amarelos: Luis Advincula (Peru)

Gols: Advincula, aos 21', e Brandt, aos 24 minutos do primeiro tempo; Nico Schulz, aos 39 minutos da etapa final.

Alemanha: Marc Ter Stegen; Matthias Ginter (Kehrer), Jérôme  Boateng (Rüdiger), Niklas Süle e Nico Schulz; Kimmich, Gündogan (Müller) e Toni Kroos; Julian Brandt (Petersen), Marco Reus (Julian  Draxler) e Timo Werner (Havertz).
Técnico: Joachim Löw.

Peru: Pedro Gallese; Luis Advincula, Anderson Santamaria, Miguel Araujo e Miguel Trauco; Pedro Aquino, Yotún (Horacio Calcaterra), Cueva e Ruidiaz (Sergio Peña); Édison Flores (Marcos López) e Farfán.
Técnico: Ricardo Gareca.

Mais Futebol