Topo

Futebol


Tulinho Maravilha: filho de artilheiro troca futebol por vídeos na internet

Reprodução/Youtube
Artilheiro gravou desafio de calcanhar no canal do filho, mas ficou com pena por ganhar Imagem: Reprodução/Youtube

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

2018-09-10T04:00:00

10/09/2018 04h00

Filho mais velho de Túlio Maravilha, um dos maiores e mais folclóricos artilheiros da história do futebol brasileiro, Túlio Humberto Pereira Costa Filho tentou seguir os passos do pai. Ele jogou por Vila Nova, Aparecida de Goiânia, Taboão da Serra e São Caetano, mas desistiu da carreira no início deste ano. Desde então, a aposta é em uma nova profissão: ele tem um canal no YouTube e grava vídeos sobre futebol, com entrevistas e desafios de habilidade com convidados. 

O canal de vídeos "Tulinho Oficial" tem 5 mil inscritos, mas o perfil no Instagram já passa de 15 mil seguidores. Apesar do número ainda discreto, o "herdeiro Maravilha" tem vídeos gravados com alguns dos principais influenciadores digitais de futebol do país, como Banheiristas, Julio Cocielo, Raquel Freestyle e Falcão - além de dois vídeos com seu pai, uma resenha sobre carreira e um desafio de chutes de calcanhar - vencido pelo pai.

"Desde moleque, eu quis ser jogador. Não consegui. Não tive muitas oportunidades, aconteceram algumas lesões, vi coisas erradas e não passei em alguns testes. Aí começou a não pintar mais nada de proposta e desisti. Agora me reencontrei no futebol, mas fazendo vídeos para o YouTube, tentando buscar meu espaço. Virei a página", brinca, ao UOL Esporte, o youtuber de 20 anos nascido em Goiânia.

Tulinho fez testes em clubes como Botafogo, onde seu pai mais brilhou na carreira, Vasco, Portuguesa, Nacional-SP e até o Oeste Barueri, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro neste ano, mas não passou. Dos quatro clubes em que realmente jogou, viveu no Taboão da Serra o sonho de jogar ao lado de Túlio Maravilha, mas alguns compromissos impediram que o atacante de 48 anos e o jovem lateral-direito atuassem lado a lado..

"Tudo o que eu faço, ele sempre apoiou. Quando decidi parar de jogar, ele perguntou se era isso mesmo que eu queria. Eu disse que sim. Então, ele e minha mãe se mobilizaram para tornar realidade meu outro sonho, agora nos vídeos. Fiz um desafio contra ele e ele ficava chateado quando eu errava (risos). Quero fazer mais vídeos com ele, não são todos que têm o privilégio de ter um superpai como ele em casa, o Túlio Maravilha."

Reprodução
Em 2017, lateral foi do Taboão da Serra Imagem: Reprodução

Canal está se profissionalizando

Tulinho tem apenas 14 vídeos publicados desde a criação do canal, há cinco meses. O esquema ainda é amador, pois algumas ideias e edição dos vídeos ficam por conta de amigos. Julio Cocielo, que tem 17 milhões de seguidores no Canal Canalha, é seu amigo e incentivador. Fred, do canal Desimpedidos, e Jukanalha inspiram o estilo que ele espera seguir em suas publicações.

"O pessoal gostou e os números começaram a subir, amigos falaram que eu tinha jeito e fui seguindo esse caminho. Estou levando a sério hoje, quero que seja meu trampo. Eu falo dos assuntos que gosto, o mercado está crescendo e eu quero só evoluir nos desafios e resenhas com youtubers, jogadores, cantores, cobertura de eventos e tudo mais", diz Tulinho, que esteve em ações do Palmeiras com influenciadores e virou praticamente um torcedor do clube.

"Meu pai não jogou lá, mas um amigo fez o convite para que eu fosse jogar futebol com outros youtubers no CT. Eu fiz gol, joguei bem e agora estou meio que virando palmeirense. Está acendendo isso em mim. Antes eu acabava torcendo para o time que meu pai jogava, e ele jogou na maioria (risos). Mas agora o Palmeiras está me convidando, me recebendo bem, e estou gostando muito do clube", diz o novo torcedor.

Tulinho quer fazer faculdade de jornalismo e sonha estar na TV falando de futebol um dia. Para 2018, os planos são mais "modestos": alcançar 100 mil inscritos no YouTube.

Mais Futebol