Cuca adota rodízio no Santos e usa quase 100% do elenco em 12 jogos

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Cuca vem dando oportunidades a todos os jogadores do elenco do Santos

    Cuca vem dando oportunidades a todos os jogadores do elenco do Santos

Chances para todos. Assim é o Santos do técnico Cuca, que desde que assumiu o comando da equipe, no dia 31 de julho, há pouco mais de um mês, deu oportunidade a praticamente 100% do elenco principal. Até aqui, em apenas 12 jogos, o treinador já utilizou 24 jogadores.

Técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari assumiu o alviverde alguns dias antes de Cuca e acumula os mesmos 12 jogos, incluindo o duelo contra o Bahia, em que o time foi comandado por Paulo Turra e pela nova comissão técnica. Foram 25 atletas testados por Felipão, que tem escalado até com frequência a equipe com todos (ou quase todos) os jogadores reservas em determinados confrontos.

Já Cuca não chegou a escalar um Santos totalmente reserva em uma só partida assim como Felipão. Mas a rodagem no elenco vem sendo constante no time alvinegro. O gol, com Vanderlei como titular absoluto, foi a única posição em que não houve mudanças. Em todos os outros setores, o time sofreu ao menos alguma alteração nestas 12 partidas com o treinador.

Nas laterais, Victor Ferraz, Dodô e Daniel Guedes já foram a campo, assim como todos os zagueiros: Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Robson Alves. Do meio-campo para frente, já são oito jogadores escalados por Cuca: Alison, Renato, Carlos Sánchez, Jean Mota, Pituca, Léo Cittadini, Bryan Ruiz, Gabriel Calabres e Yuri, esse último utilizado pela primeira vez na vitória do último domingo, sobre o Paraná – ele não entrava em campo desde 17 de maio.

No ataque, são mais oito jogadores testados: Eduardo Sasha, Arthur Gomes, Yuri Alberto, Derlis González, Bruno Henrique, Copete, Rodrygo e Gabigol.

Do elenco principal, apenas um jogador não foi utilizado por Cuca: o meio-campista Guilherme Nunes, jogador de 20 anos e que ainda busca espaço no time profissional. Ainda assim, o atleta já foi elogiado pelo treinador e não deve demorar a ganhar uma chance na equipe.

Outro que em breve deve receber uma oportunidade com Cuca é o atacante recém-contratado Felippe Cardoso, que veio da Ponte Preta e está em fase final de recuperação de uma lesão no púbis.

Em 12 partidas, Cuca acumula cinco vitórias, cinco empates e apenas duas derrotas, para Cruzeiro (1 a 0 na estreia, pela Copa do Brasil) e Atlético-MG (3 a 1, pelo Brasileiro). O time não leva gols há sete partidas e está invicto há oito. Felipão, por sua vez, soma oito triunfos, três empates e apenas uma derrota – para o Cerro, por 1 a 0, que rendeu classificação às quartas de final da Libertadores. Exemplos de que a rodagem do elenco pode render bons resultados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos