Imagens raras do Flu no começo do século XX serão preservadas no Pólo Norte

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação/Fluminense

    Obras de construção do estádio das Laranjeiras, casa do Fluminense

    Obras de construção do estádio das Laranjeiras, casa do Fluminense

O Fluminense recuperou um tesouro esquecido há tempos no clube. Por iniciativa do Tricolor, cerca de 700 negativos em vidro foram enviados para uma empresa norueguesa, que irá digitalizar imagens raras que incluem a construção das Laranjeiras, partidas da década de 1910 e festividades na sede social. As imagens serão impressas em filme negativo e poderão ser ampliadas por meio de processo de revelação fotográfica. Para melhor conservação, o material original ficará armazenado na sede da empresa Piql, situada na Ilha de Svalbard, ao norte da Noruega, considerado o ponto habitável mais próximo do Pólo Norte. Quando o trabalho for finalizado, o Flu terá as imagens à disposição em uma nuvem de dados.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos