Topo

Futebol


Grêmio tem novo crescimento de receita com prêmio de marketing

AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA
Imagem: AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

12/09/2018 04h00

O Grêmio colhe os frutos da sequência de títulos conquistados recentemente, mas também enxerga em uma campanha de marketing razões para registrar aumento em receitas e quebra de recorde em rubricas do orçamento. O case "Soy Loco Por Tri" é citado como mecanismo de ativação ao longo de 2017 e ganhou prêmio Top de Marketing da ADVB/RS (Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil) 2018.

A campanha de marketing desaguou em fan fest na Arena para acompanhar o segundo jogo da final da Libertadores, disputado na Argentina, e virou exposição no museu com clube.

"Nós pegamos um slogan que foi espontâneo, por ter nascido entre os torcedores, e elaboramos o conceito de uma campanha que foi crescendo e se retroalimentando ao longo da caminhada na competição", contou Beto Carvalho, diretor de marketing do Grêmio.

Segundo o clube, a rede de lojas oficiais registrou crescimento de mais de 70% em vendas entre 2016 e 2017. O faturamento em royalties de licenciamento de produtos subiu 12%, e o Grêmio só ficou atrás do São Paulo em receita de produtos licenciados no ano passado. Ainda de acordo com levantamento oficial, o quadro social aumentou e rendeu R$ 63 milhões em 2017. Houve, também, faturamento histórico na loja principal da Grêmio Mania, na Arena.

"Nós tivemos um déficit em 2015 de R$ 35 milhões, em 2016 tivemos superávit pelo contrato com a Globo. Dali houve readequação financeira… Em 2017, com títulos e desempenhos, tivemos nossa maior arrecadação, com R$ 341 milhões, e superávit de R$ 3 milhões. Em 2018, vamos fazer nossa maior arrecadação de todos os tempos…", declarou Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, ao canal Bunker Tricolor no Youtube.

Na final da Libertadores, o Grêmio foi surpreendido com a reviravolta no duelo entre River Plate e Lanús. Com a classificação do clube da grande Buenos Aires, a decisão deixou de ser em Porto Alegre e forçou o marketing a trabalhar pesado em busca de uma solução.

"A gente esperava fazer o segundo jogo da final em casa, mas o River Plate acabou sendo eliminado, e fomos pegos de surpresa. Com a decisão na Argentina, corremos para montar um plano e realizar um evento dentro da Arena. Nós fizemos e reunimos mais de 40 mil pessoas na coroação da campanha dentro de campo e das ações do clube", disse Carvalho.

Ainda em 2016, o Grêmio já havia celebrado o sucesso do time em campo e do marketing. Com o case "Rei de Copas", após o quinto título da Copa do Brasil, o clube assistiu crescimento em receitas e valor da marca no mercado. Em ambos projetos exitosos houve um conceito em comum: o chamado Soccerting.

"Cunhei o termo juntando futebol em inglês e marketing e pegou. Trabalhamos de forma sistêmica e contínua para valorizar a marca e o negócio. Fazemos a valorização da marca, dos valores, e depois mergulhamos em uma gestão comercial que chamamos de selling, como chamamos", explicou Beto Carvalho, autor do conceito.

A ideia tem sido difundida no mercado. Em março, o conceito Soccerting esteve em evento de marketing realizado no México. Desde 2015, também tem sido apontada por curso de gestão da CBF como ferramenta de ativação no futebol.

Mais Futebol