Santos ainda aguarda multa de R. Gomes, mas não cogita entrar na Justiça

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Ricardo Gomes ficou pouco mais de dois meses como funcionário do Santos

    Ricardo Gomes ficou pouco mais de dois meses como funcionário do Santos

O Santos ainda espera pelo pagamento da multa rescisória de Ricardo Gomes, que deixou o cargo de executivo de futebol do clube brasileiro para trabalhar no Bordeaux, da França. O prazo legal se esgotou no último domingo (9), mas o Peixe não cogita entrar na Justiça e segue negociando com o profissional que permaneceu pouco mais de dois meses na Vila Belmiro.

A informação foi divulgada pelo site Gazetaesportiva.net e confirmada pelo UOL Esporte. Segundo apurou a reportagem, Ricardo Gomes deve R$ 750 mil ao Santos. A quantia é referente a 50% de cada mês que ele ainda tinha de trabalho no clube – seu contrato ia até a metade do ano que vem e ele recebia R$ 150 mil mensais.

O Bordeaux não deve bancar a multa. Portanto, caberá a Ricardo Gomes quitar a dívida. O Santos aceita negociar e a quantia pode ser pago à vista (valor reduzido) ou a prazo (valor total). A tendência é que o acordo entre as partes aconteça ainda esta semana. O UOL Esporte tentou contato com Ricardo Gomes, mas não obteve resposta.

O Santos ainda procura um substituto para Ricardo Gomes. Porém, por conta do conturbado cenário político que vive o clube da Vila Belmiro, a definição só deve acontecer depois da votação dos sócios pelo impeachment (ou não) do presidente José Carlos Peres. A expectativa é que a assembleia aconteça no dia 29 de setembro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos