Operação policial ao lado do CT liga alerta de funcionários e elenco do Flu

Leo Burlá e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Lucas Merçon

    Jogadores do Fluminense em treino no CT Pedro Antônio

    Jogadores do Fluminense em treino no CT Pedro Antônio

Uma operação policial na comunidade do Karatê, vizinha do centro de treinamento do Fluminense, ligou o sinal amarelo de jogadores e funcionários do clube. Por precaução, todos foram comunicados que só poderão deixar o local com a devida autorização. Até o momento, não foram registrados confrontos.

Este não é a primeira vez que os tricolores ficam reféns de episódios semelhantes. Uma operação do Exército dentro da Cidade de Deus, comunidade situada ao lado do CT, já manteve funcionários e jogadores "presos" dentro do local de trabalho.

Os atletas não relacionados para uma partida treinavam por lá e, assim como membros da comissão técnica, só tiveram a saída liberada após o confronto armado terminar.

Entre outros incidentes, o clube viveu o maior drama no fim de 2016, quando o espaço foi invadido por homens armados e seguranças ficaram feridos

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos