Topo

Futebol


Grêmio paga mais de R$ 100 milhões em contas e vê 2019 'mais limpo'

REUTERS/Diego Vara
O Grêmio acredita que terá um 2019 melhor por conta das dívidas pagas neste ano Imagem: REUTERS/Diego Vara

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2018-09-21T04:00:00

21/09/2018 04h00

O sucesso em campo ajudou o Grêmio a melhorar fora dele. No último balancete de contas, o clube gaúcho apresentou dado que inspira dias melhores financeiramente. De acordo com a diretoria, ao longo de 2018 foram pagos quase R$ 100 milhões em dívidas antigas. A quitação libera o fluxo de caixa e também reduz as contas para a próxima temporada.

Além de quitar dívidas, o Grêmio celebra o fato de ter alcançado em agosto as receitas previstas para toda a temporada. Ou seja, já bateu sua meta com quatro meses de antecedência.

"O Grêmio realizou R$ 310 milhões em receitas até aqui, realizou lucro líquido de R$ 70 milhões e pagou dívidas neste ano na ordem de R$ 100 milhões. O Grêmio é um clube que consegue estabelecer a fidelidade de seu discurso", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio. "É um clube que compete, forma jogadores e é competitivo, é forte. Busca campeonatos", completou.

As receitas do Grêmio na atual temporada estão centralizadas em venda de jogadores, mecanismo de solidariedade, contrato de TV e aumento nos valores recebidos por royalties e venda de produtos na rede Grêmio Mania. O quadro social igualmente subiu as cifras arrecadadas e ajudou na quitação de compromissos anteriores.

"O Grêmio ainda procura desonerar seu fluxo de caixa muito fortemente. Se o Grêmio arrecada R$ 20, R$ 25 milhões por mês, quer investir isso sem descontos. Vamos chegar ao final do ano sem várias onerações", comentou Bolzan.

O plano do Grêmio para 2019 nem é contratar jogadores caros. A ideia da diretoria é seguir dando espaço para jovens das categorias de base. Os recursos maiores em caixa ajudarão a, eventualmente, buscar reforços pontuais.

Mais Futebol