Topo

Futebol


Tabárez recusa virar estátua para preservar espírito da seleção uruguaia

Pascal Guyot/AFP
Imagem: Pascal Guyot/AFP

Do UOL, em São Paulo

25/09/2018 11h12

No comando da seleção uruguaia desde 2006, o técnico Óscar Tabárez recusou a possibilidade de ser homenageado com uma estátua em Montevidéu, informou o site da prefeitura da capital do país.

De acordo com o comunicado, o treinador entrou em contato e disse que, diante do debate que a proposta gerou na cidade, “não aceitará uma homenagem que implique romper com o espírito de unidade e encontro que a equipe nacional busca gerar e incentivar".

A proposta apresentada pela prefeitura via uma plataforma de participação popular chamada de “Montevidéu Decide” previa a construção de uma estátua em tamanho real do treinador, que em primeiro momento não se opôs à ideia. Porém, diante da polêmica, pediu pela desistência da homenagem, o que foi aceito pela prefeitura.

Óscar Tabárez assumiu a seleção uruguaia em 2006 e goza de grande prestígio ao reconduzir o país à elite do futebol mundial. Neste período, foram três participações em Copa do Mundo, com campanhas até a semifinal em 2010, oitavas em 2014 e quartas em 2018. O treinador renovou recentemente o contrato por mais quatro anos.

Mais Futebol