Topo

Futebol


Multa de R$ 4 milhões dificulta manutenção de Galdezani no Atlético-MG

Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Matheus Galdezani, volante do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Napoleão de Almeida e Thiago Fernandes

Do UOL, em Curitiba e Belo Horizonte

2018-09-26T04:00:00

26/09/2018 04h00

As sondagens do exterior representam um obstáculo à permanência de Matheus Galdezani no Atlético-MG em 2019. Mas há outro aspecto que impossibilita a manutenção do jogador. O valor de R$ 4 milhões imposto em cláusula para sua aquisição é considerado elevado pelos mineiros.

O contrato permite que o Galo compre 25% dos direitos econômicos do atleta de 26 anos por 1 milhão de dólares (R$ 4,09 mi). Sem dinheiro, o clube não planeja desembolsar este valor pelo meio-campista.

A ideia dos mineiros era fazer um acordo a fim de reduzir o montante ou envolver atletas na negociação. No entanto, o clube esbarra no momento financeiro do Coritiba, detentor da fatia que seria adquirida pelo Alvinegro.

Os paranaenses devem R$ 3 milhões ao Mirassol-SP pela compra de Galdezani em 2017. Na ocasião, os coritibanos adquiriram 50% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence ao clube do interior paulista. A ideia do clube do Couto Pereira era receber o valor do Galo e repassá-lo ao Mirassol, que ainda detém os 50% restantes. Portanto, negociar o atleta por outros moldes está fora de cogitação.

Neste cenário, o mais provável é que Galdezani troque a Cidade do Galo diretamente por um clube do Qatar ou da Arábia Saudita. Seu estafe já recebeu sondagens dos dois países e aguarda uma proposta oficial para levar ao Coritiba.

Na contramão de tudo o que tem acontecido nos bastidores, o volante já deixou claro que a sua intenção é permanecer na Cidade do Galo ao fim do contrato.

"Acho que eu tenho aproveitado as oportunidades quando tenho entrado para jogar. Com certeza, quero ficar. Aqui é um baita de um clube, um time grande, um time com uma história muito bacana. Para a minha vida também… Demorou a chegar até aqui. Não quero ir embora assim não. Se tiver oportunidade, quero ficar, sim, com certeza", declarou, na última sexta-feira.

Em Belo Horizonte desde abril passado, Galdezani tem sido importante no elenco comandado por Thiago Larghi. O volante participou de 15 jogos com as cores do Galo, sendo sete como titular e oito na condição de reserva. Ele ainda marcou um gol, no empate em 2 a 2 com o Bahia, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais Futebol