Topo

Futebol


Totti chama Nedved de "chorão" e revela que queria bater no tcheco

Alessandra Tarantino / AP
Imagem: Alessandra Tarantino / AP

Do UOL, em São Paulo

27/09/2018 19h52

O ex-meia Francesco Totti lançou sua biografia “Un Capitano” (“Um Capitão”, em italiano) nesta quinta-feira (27). Em um dos trechos do livro, o ex-jogador da Roma falou da raiva que sentia de Pavel Nedved, ex-jogador tcheco que defendeu a Lazio e a Juventus.

Totti se refere ao jogo entre Itália e República Tcheca na Copa do Mundo de 2006. A partida, válida pela fase de grupos do Mundial, terminou 2 a 0 para os italianos.

“Naquele dia, Nedved estava em grande forma, e eu não o suportava. Era um chorão de primeira e dava vontade de bater nele”, disse o italiano, que também não deixou de elogiar o tcheco.

“Era forte. Buffon teve que inventar três ou quatro defesas para pará-lo. Confesso que nunca consegui suportá-lo, mas ele foi muito gentil comigo quando nos encontramos uma vez. Veio até mim e me perguntou como eu estava me sentindo depois de me aposentar”, acrescentou.

Totti completou 42 anos nesta quinta e atualmente é dirigente da Roma, enquanto Nedved ocupa o cargo de vice-presidente da Juventus.

Mais Futebol