Topo

Futebol


Juventus sai em defesa de Cristiano Ronaldo por acusação de estupro

REUTERS/Stefano Rellandini
Juventus usou as redes sociais para defender Cristiano Ronaldo Imagem: REUTERS/Stefano Rellandini

Do UOL, em São Paulo (SP)

2018-10-04T16:00:40

04/10/2018 16h00

Acusado de estupro por uma mulher, em caso ocorrido em 2009 na cidade de Las Vegas, Cristiano Ronaldo foi defendido nesta quinta-feira pela Juventus. O atual clube do português emitiu um comunicado nas redes sociais em que assegura “não mudar a opinião” sobre o camisa 7, contratado do Real Madrid nesta temporada por 100 milhões de euros.

“Cristiano Ronaldo mostrou nos últimos meses o seu grande profissionalismo e dedicação, apreciados por todos na Juventus. Os eventos supostamente delatados de dez anos atrás não mudam a nossa opinião, compartilhada por qualquer um que teve contato com este campeão”, escreveu o clube italiano.

A acusação estupro contra Cristiano Ronaldo veio a público na última segunda-feira, quando a emissora CNN detalhou o processo da americana Kathryn Mayorga. Ela afirma que o português a abusou em um hotel de Las Vegas, depois de se conhecerem em uma casa noturna da cidade.

Segundo relato de Mayorga, Cristiano Ronaldo forçou uma relação sexual. No processo está escrito que a acusadora “disse não” várias vezes, assim como a versão sobre o atacante ter parado "por diversas vezes" o ato.

A CNN ainda revela um pedido de desculpas de Cristiano Ronaldo ocorrido após a relação. A estrela da Juve, segundo escrito no documento, dizia "sentir muito" sobre a situação e que "geralmente era um cavalheiro."

O processo ainda acusa o jogador de querer se aproveitar do estado emocional da americana para assinar um voto de silêncio, ainda em 2009. Mayorga diz ter recebido R$ 1,5 milhão em troca do silêncio e busca anular o primeiro acordo firmado com a defesa do português.

Antes da Juventus, os representantes de Cristiano Ronaldo e o próprio atacante se pronunciaram sobre o caso. O cinco vezes melhor do mundo também usou as redes sociais para negar a acusação.

"Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem quer se promover à minha custa", escreveu Cristiano Ronaldo.

Mais Futebol