Topo

Futebol


Com consultas 'do mundo todo', Wenger fala em voltar a trabalhar em janeiro

Sven Hoppe/dpa via AP
Técnico é cotado para assumir a seleção do Japão Imagem: Sven Hoppe/dpa via AP

Do UOL, em São Paulo

2018-10-17T11:07:27

17/10/2018 11h07

Técnico do Arsenal durante mais de duas décadas, entre 1996 e 2018, o francês Arsène Wenger está pronto para voltar a trabalhar. A ideia, segundo ele, é começar 2019 em um novo clube.

Em declarações publicadas nesta quarta-feira (17) pelo site da Sky Sports, na Inglaterra, Wenger afirmou ter “consultas do mundo todo”. Depois de um semestre de descanso após o fim da temporada 2017/2018, o francês se sente pronto para treinar novamente uma equipe.

“Com meus 22 anos no Arsenal, eu tenho muita experiência em diferentes níveis. Há consultas do mundo todo”, afirmou Wenger. “Acredito que começarei novamente em 1º de janeiro”, completou.

O nome de Arsène Wenger tem sido especulado para comandar a seleção de Japão, que tem Hajime Moriyasu à frente desde o fim da Copa do Mundo de 2018 – na Rússia, os japoneses foram comandados por Akira Nishino. E o próprio Wenger, que comandou o Nagoya Grampus Eight entre 1995 e 1996, reconhece que seu próximo trabalho “poderia ser no Japão”.

Ao longo de 2018, Wenger já manifestou interesse em comandar outro time europeu após sair do Arsenal. O francês foi especulado como possível gerente do Paris Saint-Germain e para ser treinador do Real Madrid. Os rumores já envolveram até mesmo o futebol chinês.

No entanto, o próprio treinador ainda não sabe – ou não revela – onde irá trabalhar. “Sinto-me descansado e pronto para trabalhar de novo. Mas onde? Eu ainda não sei”, assegura.

Mais Futebol