Topo

Futebol


Na seleção, lateral do Barça nega problemas com Luis Enrique: "Nunca"

Denis Doyle/Getty Images
Jordi Alba (foto) está de volta à seleção, agora sob o comando de Luis Enrique Imagem: Denis Doyle/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

2018-11-13T12:27:08

13/11/2018 12h27

Virou notícia na Espanha a suposta má relação entre Jordi Alba e Luis Enrique, técnico da seleção espanhola, ainda quando ambos trabalhavam no Barcelona. Convocado pelo treinador pela primeira vez, o lateral esquerdo da equipe catalã tratou de negar qualquer problema com o comandante, como afirmou nesta terça-feira (13) em entrevista coletiva.

“Ele [Luis Enrique] sempre me ajudou. Sempre me pareceu uma boa pessoa, nunca tive qualquer problema com ele”, afirmou o camisa 18, um dos destaques do Barcelona na campanha até então de líder do Campeonato Espanhol.

O debate sobre uma possível má relação entre Jordi Alba e Luis Enrique ganhou força pelas próprias declarações do lateral, que disse publicamente se sentir mais à vontade com Ernesto Valverde por ter mais tempo de jogo.

A postura do treinador ao assumir o cargo na seleção espanhola corroborou a tese, já que Alba ficou fora das primeiras listas. A declaração foi devidamente esclarecida nesta terça.

“O desejo do jogador é sempre jogar o máximo possível. No final, tiraram de contexto o que falei. Eu disse e não me arrependo de dizer que gostaria de jogar mais, isso é um desejo inerente ao jogador. Com Valverde, eu tenho uma grande relação; e, se no dia de amanhã ele não me colocar, terei que entender”, afirmou.

Titular absoluto da Espanha desde a Eurocopa de 2012, Alba foi ignorado pelo técnico nas primeiras listas. Todavia, o ala canhoto se manteve em alto nível e acabou convencendo Luis Enrique, que chamou o jogador para os duelos contra Croácia (Liga das Nações) no dia 15 e Bósnia (amistoso), três dias depois.

“Nunca se passou nada entre eu e ele, nunca discutimos nada. Ele me conhece pessoalmente, e eu também. Repito que ele me ajudou muito no dia a dia. Eu venho para a seleção com muita vontade de fazer bem as coisas. Por sorte estou aqui para tentar novamente ajudar”, encerrou Alba.

Mais Futebol