Topo

Futebol


Prestes a se despedir da Inglaterra, Rooney não faz questão de ser capitão

 Reuters / Carl Recine Livepic
Aos 33 anos, atacante defenderá seleção inglesa em amistoso contra os EUA Imagem: Reuters / Carl Recine Livepic

Do UOL, em São Paulo

2018-11-13T18:19:38

13/11/2018 18h19

Nesta quinta-feira (15), às 18h (horário de Brasília), a Inglaterra receberá a seleção dos EUA para um amistoso no estádio de Wembley. E para um jogador, a partida terá sabor especial: Wayne Rooney, que fará seu último jogo pela seleção inglesa.

Rooney defendeu a Inglaterra nas Copas do Mundo de 2006, 2010 e 2014, além de ter disputado as edições de 2004, 2012 e 2016 da Eurocopa. Aos 33 anos e defendendo o DC United na Major League Soccer, o atacante tem tentado encarar o jogo como uma partida comum.

Leia também:

Perguntado sobre a possibilidade de fazer um gol na despedida, Rooney disse que “não é importante”. “Seria legal, mas o principal é entrar em campo em Wembley uma última vez e ter a oportunidade de agradecer aos fãs pelos anos que eles me apoiaram”, disse.

Para Rooney, que vestiu a camisa 10 nos últimos anos a serviço da seleção inglesa, jogar pela equipe de seu país “é a maior honra”. No entanto, deixou claro que não faz questão de usar a 10 (que foi de Raheem Sterling na Copa de 2018) ou a braçadeira de capitão (utilizada por Harry Kane).

“Se Harry Kane abrir mão da braçadeira de capitão, ótimo, mas o mais importante não é usar a braçadeira, vestir a camisa 10 ou jogar os 90 minutos. É usar a camisa de novo. Será um momento especial”, assegurou.

Mais Futebol