Topo

Futebol


Bebê de 11 meses recebe o coração do filho de ex-goleiro do Cruzeiro

Arquivo Pessoal
Coração de Lucca foi doado para bebê de 11 meses no interior de São Paulo Imagem: Arquivo Pessoal

Do UOL, em Belo Horizonte

2018-11-18T18:32:41

18/11/2018 18h32

Um bebê de 11 meses recebeu o coração de Lucca Guilherme da Silva Rosa, filho do goleiro Elisson (ex-Cruzeiro) que morreu na última quinta-feira. O transplante aconteceu na última sexta no Hospital da Criança e Maternidade (HCM), em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Segundo informação do hospital, este foi o transplante de coração em um paciente com a menor idade já feito no local. O bebê nasceu com miocardiopatia dilatada, uma doença que faz o coração aumentar de tamanho, dificultando a função de fornecer sangue para o corpo. A criança, cujo nome não foi informado, pesa apenas 8,9kg e já está internada há quase dois meses.

Logística para fazer o transplante

O hospital de São José do Rio Preto precisou de um esquema especial para fazer o transplante do órgão. A Funfarme, instituição que mantém o HCM, disponibilizou um jato para que um médico fosse até Betim para retirar o coração do doador. Em seguida, voltou à cidade paulista. Desde que deixou Minas Gerais, a operação foi realizada em pouco mais de três horas. A rapidez era necessária, já que uma cirurgia desse tipo precisaria ocorrer no prazo de até quatro horas.

O procedimento cirúrgico foi realizado com sucesso, mas o bebê segue isolado e sob observação na UTI cardiopetiátrica. O hospital explica que são necessários três dias até tirar as primeiras conclusões sobre como o receptor reagiu ao novo órgão.

Goleiro postou mensagem nas rede sociais

Elisson utilizou suas redes sociais para confirmar sobre a cirurgia e fazer uma homenagem ao filho Lucca. "Lucca é um milagre. Filho, você já está salvando vidas", escreveu. Antes disso, ele também agradeceu pelas mensagens de carinho.

Lucca foi internado no sábado do dia 10 de novembro, depois de ser atingido por um armário no sítio onde estava com a família, na cidade de Betim, em Minas Gerais. Segundo relato do jogador, o menino teria se apoiado em um armário para pegar um refrigerante. O móvel não suportou o peso e virou sobre ele. Lucca entrou em coma profundo e não resistiu aos ferimentos, falecendo cinco dias depois.

Vai com Deus meu filho! Te amaremos pra sempre.

Uma publicação partilhada por Elissom Goleiro oficial (@elissomgoleiro) a

Mais Futebol