Tite rechaça França e vê Bélgica e Croácia como modelos para o Brasil

Do UOL, em São Paulo

  • Alex Pantling/Getty Images

    Técnico Tite comanda seleção brasileira em amistoso contra o Camarões

    Técnico Tite comanda seleção brasileira em amistoso contra o Camarões

Em novo ciclo após a Copa do Mundo da Rússia, Tite já tem os modelos que pretende seguir para a seleção brasileira. O comandante declarou que é fã do futebol de Croácia e Bélgica e não pretende se inspirar na linha que foi adotada pela França, atual campeã mundial.

Leia também:

"Efetividade em um torneio é fundamental. As oportunidades têm que ser feitas, tem que fazer gol. Modelo de futebol não é o que a França foi campeã. O modelo de futebol no Brasil é saber jogar pressão alta, média e baixa na marcação e saber construir desde o goleiro. É mais da escola que foi da Croácia, que foi da Bélgica, e muito menos do que foi da campeã França. Ela [França] procurou tirar suas vantagens, mas não é o modelo que entendo ser o ideal para o Brasil", declarou Tite em entrevista ao Fox Sports.

O treinador da seleção brasileira também aproveitou para contar um pouco sobre as etapas que a equipe vai seguir daqui em diante. O Brasil fechou o ano de 2018 com duas vitórias por 1 a 0 sobre Camarões e Uruguai em partidas amistosas.

"São etapas de construção de equipe e vão se reestruturando. Nesta primeira etapa tivemos jovens que não foram antes utilizados, 20 atletas, desses alguns com desempenho considerável, e partir do ano que vem preparação da Copa América, voltar disputando e buscando esta performance alta para que possam dar continuidade. Nesta formulação que é sempre gradativa, a gente procura analisar com mais clareza, lucidez e aprofundamento para coisas boas permanecerem e as ruins corrigirem. Isso é o desafio", completou o técnico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos