Vazamentos e postura do Fla incomodaram Renato e selaram "fico" no Grêmio

Marinho Saldanha e Vinícius Castro

Do UOL, em Porto Alegre e no Rio de Janeiro

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Renato Gaúcho observa o Grêmio em jogo contra o Sport; técnico renovou contrato

    Renato Gaúcho observa o Grêmio em jogo contra o Sport; técnico renovou contrato

Renato Gaúcho fica no Grêmio mesmo com proposta inferior a do Flamengo. Na tarde desta quinta-feira (29), o presidente Romildo Bolzan Júnior, em coletiva, confirmou a renovação de contrato com o treinador por mais um ano. A decisão, que contraria o cenário que abriu o dia e apontava para um acerto encaminhado com o Rubro-negro, foi motivada pelo ambiente que se formava no Rio de Janeiro. 

Conforme apurou o UOL Esporte, Renato Gaúcho não gostou do clima que tomava corpo. Vazamentos de supostos reforços sugeridos para a próxima temporada, especulações sobre a montagem da comissão técnica e valores acima dos que ele de fato ganharia no novo contrato eram veiculados abertamente.

Incerto sobre a possibilidade de confiar na direção que lhe comandaria nos próximos anos caso aceitasse a oferta, Renato recuou. Ainda na noite de quarta-feira, revelou a pessoas próximas o desejo de ficar no Grêmio. A situação tomou corpo em reunião ocorrida na manhã desta quinta. 

É característica de Renato acompanhar de perto tudo que se fala sobre ele na mídia. No Grêmio, não é raro que ele abra entrevistas citando alguma crítica, cobrando posturas de pessoas da imprensa, justificando atos e confrontando ideias que ele acompanhou por meio de veículos de comunicação. 

O cenário criado no Rio, conforme apurou o UOL, deixou o antigo camisa 7 inseguro, independentemente de quem ganhasse a eleição rubro-negra. 

No Sul, ocorre o contrário. Com estreita relação junto ao presidente Romildo Bolzan Júnior, ao vice de futebol Duda Kroeff e ao diretor Alberto Guerra - os dois últimos foram seus dirigentes na sua primeira passagem pelo reservado gremista, em 2010 -, ele confia plenamente no andamento do processo. 

Renato, ainda, ponderou os "poderes" conquistados na capital gaúcha. Ele participa de decisões que vão muito além do comando técnico, como as trocas no departamento médico ou no processo de formação. 

Flamengo surpreendido

O Flamengo foi pego de surpresa com a decisão de Renato Gaúcho. Embora não admitam publicamente, Ricardo Lomba (situação) e Rodolfo Landim (oposição) contavam com o treinador para dirigir o time em 2019. Alguns aspectos deixaram o Rubro-negro convicto sobre a transferência, entre eles o desejo manifestado por Renato nas conversas de dirigir o clube carioca.

O treinador considerava que era hora de dar um novo passo na carreira e chegou a alinhavar detalhes do acordo, tanto que o panorama dificilmente mudaria independentemente do resultado da eleição no dia 8 de dezembro. 

Havia convicção nos bastidores do Flamengo de que o casamento entre as partes, enfim, aconteceria. Assim que tomaram conhecimento da notícia, os rubro-negros acusaram o golpe e se consideraram passados para trás pelo cada vez mais técnico do Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos