Incomodado na reserva, Gabriel tem chance de mostrar serviço no Corinthians

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

    Gabriel em ação durante treino do Corinthians; volante deve ser titular no domingo

    Gabriel em ação durante treino do Corinthians; volante deve ser titular no domingo

Antes titular absoluto do Corinthians, Gabriel perdeu posição para Ralf neste ano e agora vive uma reta final de temporada bastante discreta no banco de reservas. As condições criaram certa insatisfação no camisa 5, que não tem permanência garantida para 2019. Neste domingo (2), no entanto, ele tem uma ótima chance de mostrar serviço na visita ao Grêmio, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Gabriel herda a vaga do suspenso Ralf, que recebeu seu sexto cartão amarelo no Brasileirão no empate com a Chapecoense. É a primeira oportunidade que o campeão brasileiro de 2017 recebe em sua posição de origem desde que perdeu a disputa com o veterano, há pouco mais de um mês. Gabriel chegou a ser improvisado como segundo volante e até como lateral, mas apesar do esforço acabou mesmo no banco.

No recorte mais recente da temporada, Gabriel atuou em apenas uma das seis partidas disputadas pelo Corinthians no mês de novembro. Foi na derrota para o Botafogo, e não na cabeça de área, mas fazendo dupla com Ralf. Nos outros cinco jogos, foi o companheiro quem fez o papel de cão de guarda em frente à área alvinegra.

O cenário é bem diferente daquele de 2017 e do primeiro semestre deste ano, quando Gabriel foi um dos pilares do Corinthians sob comando de Fábio Carille nas campanhas de dois títulos Paulistas e um título Brasileiro. O novo contexto deixa o volante infeliz, existindo a possibilidade de ele vestir outra camisa no ano que vem. Há dois anos, foi em situação parecida que ele chegou ao Parque São Jorge, após ter virado a segunda opção na disputa com Thiago Santos no Palmeiras.

O Corinthians prefere se adiantar à possível perda e já sonda o volante Richard, do Fluminense. Os escolhidos da posição para 2019, no entanto, dependem do provável retorno do técnico Fábio Carille, que no ano passado foi campeão brasileiro com Gabriel e neste ano pediu a contratação de Ralf pouco antes de ir ao futebol da Arábia Saudita.

Seja para ficar ou sair, Gabriel tem no duelo com o Grêmio uma ótima oportunidade de mostrar seu futebol: trata-se de um jogo difícil fora de casa, contra um meio-campo ágil e de marcação desconfortável. Para o camisa 5, jogar bem em Porto Alegre é reapresentar suas credenciais e ser novamente tratado como titular - do Corinthians ou de um possível novo clube.

O contrato de Gabriel se estende até dezembro de 2020. O Corinthians nega haver recebido qualquer oferta, assim como o estafe do volante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos