Marques vai seguir na diretoria do Atlético-MG; ex-jogador já planeja 2019

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação

    Marques (à esq.) agrada ao presidente Sérgio Sette Câmara (à dir.) e segue no Atlético

    Marques (à esq.) agrada ao presidente Sérgio Sette Câmara (à dir.) e segue no Atlético

O presidente Sérgio Sette Câmara vai manter Marques no futebol profissional do Atlético-MG. Depois de ouvir que Rodrigo Caetano permanecerá no Internacional em 2019, o mandatário acatou a sugestão de aliados e optou por dar ao ídolo do clube um cargo na diretoria. A nomenclatura da função ainda é uma incógnita, mas ele seguirá à frente do plantel no próximo ano.

Uma ala da diretoria alvinegra se posicionou de forma favorável à efetivação do ex-atleta do clube como diretor de futebol. O desejo de parte da cúpula, aliado à satisfação de Sette Câmara com o trabalho do antigo camisa 9, são pontos fundamentais para a permanência.

A dúvida é sobre a função que Marques terá no próximo ano. O mais provável é que ele siga como diretor de futebol, cargo que foi ocupado por Alexandre Gallo até 30 de outubro. No entanto, o atual diretor interino pode exercer o papel de gerente. Esta é uma questão que será discutida entre o mandatário e seus pares.

Ciente de que seguirá no clube, Marques já se reuniu com Levir Culpi e Sette Câmara a fim de discutir contratações para 2019. O ídolo da torcida definiu posições carentes e possíveis reforços em conversa com a dupla no início da tarde dessa sexta-feira (30), véspera do jogo contra o Botafogo, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Independência.

"Nós estamos trabalhando diretamente com o Marques. Já tivemos diversas reuniões, hoje mesmo tivemos uma reunião com o Marques e com o presidente. Falamos sobre contratações, definições de elenco. O Marques está trabalhando com tudo. Estou contando com ele. Ele é o nosso diretor de futebol, e estou encarando desta maneira. Vamos seguir, o ambiente é muito bom assim. Somos amigos até. Estamos trabalhando para isso", afirmou o treinador.

A boa relação que Marques tem com o elenco e o seu conhecimento de futebol também são aspectos que agradam à atual diretoria do Atlético. A cena mais emblemática do ex-atacante é a bronca dada no plantel após o revés por 1 a 0 para o Grêmio em plena Arena Independência. Na ocasião, Marques cobrou mudança de postura dos comandados de Levir Culpi e viu uma melhora nos confrontos seguintes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos