Após ganhar Bola de Ouro, Ada ouve pergunta sobre dança sensual e se recusa

Do UOL, em São Paulo

  • Christophe Ena/AP

Ada Hegerberg é dona da primeira Bola de Ouro feminina dada pela revista France Football na história. No entanto, após receber o prêmio e discursar em defesa dos sonhos das meninas nesta segunda-feira (3), a atacante norueguesa do Lyon ouviu uma pergunta sobre a dança "twerk".

Anfitrião da cerimônia, o DJ francês Martin Solveig questionou no palco se ela sabia dançar e se estava disposta a fazê-lo. A resposta de Ada foi curta e enfática: "Não". Logo em seguida, ela se virou e deixou o palco. Veja:

Ada havia acabado de fazer um discurso sobre desejar que as jovens meninas "acreditem em si mesmas". O "twerk" é um estilo de dança baseado em agachamentos e movimento dos quadris, algo semelhante ao que costuma ser visto no funk brasileiro.

A cantora Miley Cyrus dançou neste ritmo em premiação da emissora de televisão "MTV" em 2013, por exemplo. No entanto, a artista desabafou em 2017 que se sentiu "sexualizada" e não repetiria a ação.

Ada Hegerberg teve uma temporada de sonho. Com o Lyon, foi campeã da liga francesa e da Liga dos Campeões e artilheira em ambos: ela marcou 31 vezes em 20 partidas na competição nacional, e estabeleceu um recorde histórico de 15 gols em uma única edição da Champions.

A atleta tem apenas 23 anos, mas já conta com três títulos da Liga dos Campeões no currículo: 2015/2016, 2016/2017 e 2017/2018. Martin Solveig tem recebido críticas da internet pela pergunta feita à jogadora.

Ele se desculpou: "Eu estou um pouco chocado com o que estou lendo na internet. É claro que não quis ofender ninguém, e eu não sabia que isso poderia ser visto como uma ofensa tão grande. Eu peço desculpas a quem posso ter ofendido, desculpe por isso".

Posteriormente, ele disse ter se entendido com Ada. "Eu expliquei, e ela disse que entende que foi uma piada. De qualquer forma, deixo minhas desculpas a qualquer um que possa ter se ofendido. E mais importante, parabéns a Ada", escreveu.

"Ele me procurou depois e parecia triste pelo que aconteceu. Eu realmente não pensei muito na hora, para ser sincera. Eu não considero que tenha sofrido assédio sexual. Só estou feliz pela Bola de Ouro, não consigo pensar em mais nada", afirmou Ada Hegerberg em entrevista à BBC.

No entanto, parte da internet viu constrangimento na cena. Veja alguns comentários traduzidos:

"Lixo absoluto. O DJ francês Martin Solveig pediu para Ada Hegerberg dançar twerk depois de receber a primeira Bola de Ouro feminina. (Eu amo a resposta dela). É isso que jogadoras precisam enfrentar diariamente ao redor do mundo."

"Ada Hegerberg ganhou a primeira Bola de Ouro feminina, e as pessoas estão falando mais sobre um imbecil que perguntou se ela sabe dançar do que sobre as palavras encorajadoras dela para mulheres ao redor do mundo. Muito bem, internet."

"Que pena que Ada não condenou o cara que perguntou na frente de todo mundo se ela sabia dançar twerk, teria sido ótimo para a reputação dela."

"Esqueçam sobre Messi e Ronaldo sendo esnobados pela Bola de Ouro. A atacante do Lyon Ada Hegerberg, primeira vencedora da Bola de Ouro feminina, foi perguntada por Martin Solveig sobre twerk no palco. Puro desrespeito".

"O desrespeito mostrado aqui é nojento! Ada Hegerberg, uma das mais talentosas jogadoras de futebol, tornou-se a primeira mulher a vencer a Bola de Ouro. Pedir para ela dançar twerk no palco e arruinar o grande momento dela não é apropriado. Espero que ele seja banido de eventos futuros!"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos