Ponte revela dívida do Santos por atacante e analisa 'qual caminho seguir'

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Santos FC

A Ponte Preta divulgou uma nota oficial na tarde desta segunda-feira (3) para tornar público um impasse com o Santos em torno da contratação do atacante Felippe Cardoso, realizada no último mês de setembro pela equipe do litoral.

De acordo com o clube do interior, o Santos não fez o pagamento de R$ 400 mil referentes a uma das parcelas para a compra do jogador de 20 anos, vencida em novembro. Ainda há outra quantia - também de R$ 400 mil - a ser paga até o mês de janeiro.

A Ponte Preta esclarece, porém, que, ao menos por enquanto, não pensa em acionar o Santos na Justiça, e revela o interesse em contar com alguns jogadores do clube santista para 2019.

Felippe Cardoso estreou pelo Santos no clássico contra o São Paulo, dia 16 de setembro, mas voltou a sofrer com uma pubalgia e entrou em campo apenas mais três vezes. Contra o Atlético-MG, pela penúltima rodada do Brasileiro, fez o seu primeiro gol com a camisa do Santos - na vitória por 3 a 2 na Vila Belmiro.

Veja a nota completa:

Sempre primando pela transparência, a Diretoria Executiva da Ponte Preta vem a público esclarecer informações em relação aos pagamentos realizados pelo Santos Futebol Clube na negociação do atleta. O jogador foi vendido ao time do litoral por um total de três milhões de reais, sendo R$ 2,2 milhões de entrada e duas parcelas de 400mil (uma vincenda em novembro e outra, em janeiro).

A entrada foi paga, contudo a primeira das duas parcelas restantes não foi efetivada. Caso o Santos não pagasse uma delas, de acordo com o que foi estabelecido contratualmente, ambas seriam consideradas automaticamente vencidas e não pagas e a Ponte Preta poderia então optar entre cobrar a dívida ou ficar com a porcentagem proporcional do atleta.

A diretoria pontepretana irá analisar qual caminho seguirá, levando em consideração a boa relação que tem com o Santos FC e o fato de termos interesse em alguns jogadores do time santista para o elenco de 2019. Contudo cabe ressaltar que contratualmente a Ponte Preta está segura do retorno, uma vez que tem garantida a porcentagem proporcional de Felippe Cardoso, e por enquanto não tem intenção de acionar judicialmente o Santos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos