Danilo renasce após lesão e se despede "salvando" o Corinthians da degola

Arthur Sandes e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

    Danilo em ação contra o Grêmio nesse domingo; jogo foi seu último pelo Corinthians

    Danilo em ação contra o Grêmio nesse domingo; jogo foi seu último pelo Corinthians

Um dos recordistas de títulos na história do Corinthians, Danilo teve um 2018 muito diferente dos anos anteriores. Em sua última temporada no clube, o meia deixou para trás uma lesão que quase o fez perder a perna, assumiu grande responsabilidade no elenco e marcou um gol de bicicleta que acabou sendo fundamental para a permanência do Alvinegro na Série A do Campeonato Brasileiro.

Esse ano foi bastante simbólico para Danilo, que em 2017 havia jogado apenas duas partidas após ficar 15 meses em recuperação de duas fraturas na perna direita. Na ocasião, venceu o risco de amputação para voltar aos campos. Nessa temporada, pelo contrário, recuperou-se física e psicologicamente da grave lesão e voltou a ter no Corinthians um protagonismo que não vivia há alguns anos. Tanto que foi essencial na luta contra o rebaixamento no Brasileirão.

O Corinthians só se livrou da queda na penúltima rodada, mas o jogo marcante de Danilo aconteceu um pouco antes, na 31ª. Contra o Bahia, na Arena, o meio-campista entrou no intervalo e logo abriu o placar; pouco depois viu os visitantes empatarem; e aos 44 acertou uma bicicleta para garantir a vitória por 2 a 1. Cinco semanas depois, é possível dizer que, não fosse este golaço saído da cartola do camisa 20, o clube hoje poderia estar lamentando uma queda para a Série B.

Mas o ano de Danilo não se resumiu aos dois gols sobre o Bahia, ainda que tenham sido os únicos em 2018. Seu principal papel foi assumir a função de centroavante na reta final e, a despeito de seus 39 anos, ter melhor desempenho por ali do que Roger e Jonathas, jogadores da posição. A vasta experiência ainda o transformou em figura carimbada em entrevistas após resultados ruins do Corinthians.

Por sua importância em um ano difícil, Danilo tinha a expectativa de renovar seu contrato com o Corinthians. O clube pretendia mantê-lo, mas com algum cargo diretivo e não mais como atleta. Como o meia pretende atuar por mais uma temporada antes de se aposentar, os dois planos se tornaram incompatíveis, e agora o jogador ouve propostas para decidir onde encerra a carreira.

Danilo se despede do Corinthians com 359 jogos disputados e 35 gols marcados. Ele é um dos oito atletas da história do clube que levantaram oito títulos com a camisa alvinegra - o Paulistão-17 não é contabilizado porque o meia não estava inscrito na competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos