Fluminense aguarda definição de técnico para acelerar planejamento de 2019

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Mailson Santana/Fluminense

    Pedro Abad é presidente do Fluminense; clube ainda está sem treinador

    Pedro Abad é presidente do Fluminense; clube ainda está sem treinador

Aliviado com a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, o Fluminense respira fundo e começa a desenhar o seu planejamento para 2019. Apesar de algumas ações estarem em curso, casos das conversas pelas renovações de Gum e Júlio César, por exemplo, o clube não pode avançar muito até que um novo técnico seja contratado.

Ainda não há um nome de consenso, mas a certeza é a de que o clube terá de contratar um profissional "barato" disponível no mercado. Até o substituto de Marcelo Oliveira chegar, o Tricolor mantém pendentes algumas conversas sobre renovação e aproveitamento de jogadores que voltarão de empréstimo.

Além da parte de campo, a diretoria de futebol sabe que a escolha é chave em um ano que promete ser dos mais movimentados por conta da eleição presidencial. Com os bastidores da política fervendo, a escolha é estudada com ainda mais calma pelos responsáveis.

"Já começamos a nos reunir com todos os departamentos. Cometemos erros, mas também acertamos. Cuidaremos para aumentarmos os acertos", declarou o presidente Pedro Abad.

A situação dos atletas também é tratada com extrema cautela, visto que a "barca" promovida no fim de 2017 gerou uma crise interna e rendeu ações trabalhistas que estão sendo encaradas pelo Flu.

Saída iminente

Um dos jogadores mais identificados com o clube, o atacante Marcos Júnior, está de malas prontas para jogar no Yokohama Marinos. Ele, que defendeu a renúncia de Abad, tem contrato apenas até o dia 31 de dezembro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos