Procedimento provoca pausa, e Cuca só deve voltar ao futebol em seis meses

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

  • Acervo pessoal

    Técnico deve adotar rotina de exercícios, dieta e remédios nos próximos meses

    Técnico deve adotar rotina de exercícios, dieta e remédios nos próximos meses

O técnico Cuca deve dar uma pausa na carreira para avaliar a retomada no segundo semestre de 2019. A orientação foi dada por Constantino Ortiz Constantini, médico cardiologista que examinou o treinador nos últimos dias em Curitiba.

Em contato com o UOL Esporte, Constantini afirmou que um exame de imagem em alta definição foi realizado para diagnosticar a obstrução parcial de uma artéria. O médico descartou a intervenção cirúrgica no momento, mas recomendou que Cuca trate o problema com dieta, exercícios físicos e remédios.

"Havia a suspeita de uma obstrução de uma artéria coronária, 60% ou 70%. Isso tem que ser muito avaliado, porque não se pode deixar um indivíduo com essa categoria de trabalho, com um estresse intenso", afirmou o cardiologista por telefone. Resultados mais detalhados dos exames devem ser conhecidos na próxima semana.

Segundo o médico, Cuca passa por uma carga de estresse muito alta, e não apenas em decorrência do futebol.

"O estresse não é só o estresse do trabalho. O dia a dia tem coisas que colaboram para você sentir um peso maior", explicou, incluindo fatores emocionais no problema na carreira dos treinadores. "É uma profissão que destrói a pessoa. Você só vale no momento; depois, não vale nada", completou.

Diante do tratamento, Cuca deverá realizar um acompanhamento periódico com o cardiologista. Ao fim da pausa programada, o técnico deve ter uma nova avaliação que determinará a retomada da carreira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos