Bandeira é xingado e aborda sócios em busca de votos para Lomba no Flamengo

Leo Burlá e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vinicius Castro/UOL

    Eduardo Bandeira de Mello conversa com sócio na eleição do Flamengo

    Eduardo Bandeira de Mello conversa com sócio na eleição do Flamengo

A eleição do presidente do Flamengo para o triênio 2019-2020-2021 teve início às 8h (de Brasília) deste sábado (8). Ricardo Lomba (Chapa Rosa) e Rodolfo Landim (Chapa Roxa) são os principais postulantes ao cargo e disputam os votos dos associados. Mas quem chamou a atenção nas primeiras horas de pleito foi o ainda mandatário Eduardo Bandeira de Mello. Ele foi xingado por um sócio e a segurança precisou entrar em ação para evitar desdobramentos. O dirigente também abordou os eleitores em busca de votos para Lomba.

A postura do cartola na entrada do ginásio Hélio Maurício foi duramente criticada pela oposição. Bandeira tem abordado os associados em busca dos votos de última hora para o seu candidato, o vice-presidente de futebol Ricardo Lomba.

Divulgação
Candidato da situação, Ricardo Lomba votou cedo na eleição do Flamengo
Alguns sócios não receberam bem a iniciativa e deram as costas, ao mesmo tempo em que os opositores criticavam a conduta do presidente. Simpatizantes da Chapa Roxa também conversaram com os associados no ginásio, assim como todos os candidatos envolvidos na disputa.

Bandeira é xingado e segurança entra em ação

Pouco tempo depois, Eduardo Bandeira de Mello foi xingado por um eleitor. Ao entrar no ginásio para votar, o associado se deparou com o presidente conduzindo outro sócio ao setor de identificação. Além de ofendê-lo, ele também gritou "acabou o cheirinho", deixando claro que não frequentava mais o clube por conta do mandatário.

Os seguranças do Flamengo entraram em ação e impediram que o episódio tivesse desdobramentos.

Oposição fala em tom de vitória

Divulgação
O opositor Rodolfo Landim mostrou confiança na vitória no pleito do Flamengo
Os candidatos conversaram com os jornalistas logo após a primeira hora de votação. Rodolfo Landim, da Chapa Roxa, falou sobre os planos para o futebol do clube e se mostrou convicto do triunfo no pleito. Ele lidera todas as pesquisas de boca de urna. A votação termina às 21h e o resultado oficial deve ser conhecido por volta das 23h.

"A eleição precisa terminar. Ninguém ganha na véspera. Posso dizer, no entanto, que conversamos bastante com jogadores, técnicos e discutimos a questão do futebol. Ainda não fomos eleitos, apesar de ter a total convicção de que seremos. Em dois, três dias, podemos definir o treinador do Flamengo", afirmou.

Já Ricardo Lomba não prometeu anúncios imediatos caso seja eleito. Se for derrotado, prometeu passar o planejamento do departamento de futebol ao opositor Landim.

"É um dia decisivo. Todos querem o melhor para o Flamengo. Vamos contribuir para tentar fazer um clube melhor. Houve avanços no futebol, mas sabemos que precisamos melhorar. O futebol é um ponto, porém, esperamos que o associado tenha uma visão um pouco mais abrangente. Não anunciarei nada antes de assinar o contrato", comentou.

Azarões descartam "entregar pontos"

Além de Lomba e Landim, outros dois candidatos disputam a eleição presidencial do Flamengo. Marcelo Vargas (Chapa Branca) e José Carlos Peruano (Chapa Amarela) são os azarões do pleito. Mesmo com considerável desvantagem, ambos garantiram que irão até o fim com as respectivas candidaturas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos